user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

FAG (1995-2005) 10 Anos de luta pelo Socialismo e pela Liberdade

category brazil/guyana/suriname/fguiana | movimento anarquista | news report author Wednesday November 23, 2005 07:26author by militante - Federação Anarquista Gaúchaauthor email secretariafag at vermelhoenegro dot org Report this post to the editors

Já se vão 10 anos desde aquele sábado, 18 de novembro de 1995. Em uma manhã de novembro, mais uma como tantas outras, companheiros de distintas partes do Rio Grande se somam com um delegado da FAU e realizam uma instância fundadora. Para chegar naquele momento, quase um ano de contato e relações ininterruptas, com os custos e dificuldades de cartas sem fim, experiências boas e ruins, além de uma viagem de delegado gaúcho para conhecer a organização hermana.

fag 10 anos de luta!
fag 10 anos de luta!


10 ANOS DE LUTA
PELO SOCIALISMO E PELA LIBERDADE

Já se vão 10 anos desde aquele sábado, 18 de novembro de 1995. Em uma manhã de novembro, mais uma como tantas outras, companheiros de distintas partes do Rio Grande se somam com um delegado da FAU e realizam uma instância fundadora. Para chegar naquele momento, quase um ano de contato e relações ininterruptas, com os custos e dificuldades de cartas sem fim, experiências boas e ruins, além de uma viagem de delegado gaúcho para conhecer a organização hermana.

Pela coincidência da história, 18 de novembro é uma data de luta e sangue para a classe oprimida brasileira. Neste mesmo dia, no ano de 1918, uma Insurreição Operária de orientação anarquista acontece no Rio de Janeiro. 67 anos depois, por teimosia e convicção, a ideologia começa a se reencontrar com sua classe de origem no pago mais ao sul do Brasil. O processo organizativo, através de relações orgânicas com os compas da FAU uruguaia, culmina em novembro de 1995 mas se inicia de antes. Seu significado, ultrapassa as fronteiras do Rio Grande do Sul, e disso estamos bem cientes.

Esta organização ainda jovem, chamada Federação Anarquista Gaúcha, trás a marca de um profundo compromisso com a classe e o povo a que pertence. Estampada em sua breve mas firme trajetória, a dedicação dos militantes anônimos, semeando a firmeza dos mártires do anarquismo latino-americano. Sua primeira e permanente missão, em conjunto com demais grupos e organizações afins, a FAG vem conseguindo realizar. Devolver a ideologia ao seu lugar de origem, ao seio do povo, recriando como ferramentas de luta popular os princípios de um processo de ruptura através da autogestão sócio-econômica e federalismo político.

Viemos atuando nestes 10 anos, reconhecendo a importância central da memória histórica, mas indo muito além de recordações e do saudosimo. Sendo e sentindo-nos parte da epopéia dos primeiros anarquistas de início do século XX e trazendo sua luta histórica para as necessidades contemporâneas. Assumindo nossa condição de origem, na ala federalista da 1ª Internacional, passando pela Insurreição Ucraniana e a Revolução Espanhola mas afirmando essa identidade política de revolução social e classismo enraizada nas lutas populares de nossa América Latina. Procuramos assim, ser com toda modéstia mas muita dedicação, a continuidade dos primeiros sindicatos combativos do Brasil, da Revolução Mexicana, da Insurreição Operária e das Greves de 1917 e 1918 em Porto Alegre, Rio e São Paulo, dos companheiros que tanto lutaram e lutam pelo anarquismo no Chile, México, Nicarágua, El Salvador, Cuba, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai, assim como em todos os rincões de Latino-América.

A FAG busca ser um instrumento político de acumulação e síntese de forças, para aumentar a capacidade de luta do povo e construir no longo prazo o Poder Popular. Assumimos com a humildade e modéstia de sempre, nosso posto de luta, construindo o poder da classe em cada barricada, galpão, antena de rádio comunitária, marcha, trabalho anônimo nas vilas, lutas sindicais e em todas as frentes de luta do povo. Nossa bandeira vermelha e negra representa uma das formas de 500 anos de luta popular latino-americana. Partindo do Rio Grande, este é o pedaço do mundo onde nos cabe lutar e organizar.

Se o primeiro passo já está cumprido, o de consolidar a organização anarquista gaúcha, de agora em diante o caminho é mais complexo e difícil. A FAG sabe e tem ciência de seu dever histórico, o de ser uma estrutura firme e sólida, de durar no tempo, de aumentar a inserção social, a capacidade de agitação e enfrentamento, o grau de unidade e coordenação com as demais organizações afins do Brasil e da América Latina, de abrir mais setores e frentes dentro do movimento popular, de unificar nossas frentes a partir da própria solidariedade de classe e aumentar a capacidade resolutiva da classe organizada. Ou seja, de ir construindo na peleia o Poder Popular.

Nestes 10 anos, conseguimos fazer do anarquismo um instrumento de reivindicações concretas. Hoje, mesmo sabendo da dificuldade dos tempos em que vivemos, é preciso ir além. Necessitamos forjar, entre a luta diária e a ideologia, uma mentalidade transformadora. Através de Luta & Organização, cabe a instância específica, a síntese da luta material e urgente e o rumo de longo prazo. Cabe a nossa militância ser parte deste esforço de luta popular, de luta política e da semeadura de ideologia revolucionária. Esta é nossa intenção, a missão e o dever aos quais temos de responder com firmeza e dignidade. Porque para os faguistas, todo dia é 18 de novembro.

NÃO TÁ MORTO QUEM PELEIA !!!
FAG (1995-2005) 10 ANOS DE LUTA PELO SOCIALISMO E PELA LIBERDADE !!!
Porto Alegre, 18 de novembro de 2005
Secretariado Geral da Federação Anarquista Gaúcha

ATO PÚBLICO DIA 26 DE NOVEMBRO
ESCOLA DE SAMBA FIDALGOS E ARISTOCRATAS 18 HORAS PORTO ALEGRE BRASIL

Related Link: http://www.fag.rg3.net
author by nestor - Anarkismopublication date Wed Nov 30, 2005 19:28Report this post to the editors

This text in Italian:

Related Link: http://www.anarkismo.net/newswire.php?story_id=1883
author by nestor - Anarkismopublication date Wed Nov 30, 2005 20:18Report this post to the editors

This text in English:

Related Link: http://www.anarkismo.net/newswire.php?story_id=1884
author by nestor - Anarkismopublication date Wed Dec 07, 2005 16:20Report this post to the editors

This article in Greek:

Related Link: http://www.anarkismo.net/newswire.php?story_id=1925
 
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Front page

SAFTU: The tragedy and (hopefully not) the farce

Anarchism, Ethics and Justice: The Michael Schmidt Case

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]