preferenze utente

cerca nell'archivio del sito Cerca cerca nell'archivio del sito


Search comments

ricerca avanzata

Prossimi eventi

Internacional | Economia

nessun evento corrispondente!

Império do petróleo:

category internacional | economia | other libertarian press author Tuesday October 17, 2006 17:04author by Francisco Trindade Segnalare questo messaggio alla redazione

Império do petróleo:
O saqueio capitalista e a luta pela África

Império do petróleo:
O saqueio capitalista e a luta pela África

Apresentamos o novo texto do blog http://www.franciscotrindade.blogspot.com

Texto intitulado

Império do petróleo:
O saqueio capitalista e a luta pela África

Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em
http://www.franciscotrindade.blogspot.com

No seu discurso sobre o Estado da União em 2006, George Bush disse finalmente a palavra que os seus antecessores nunca ousaram exprimir em público: vício (addiction). Os Estados Unidos, disse, estão "viciados" em petróleo — o que equivale a dizer que estão viciados no carro — e em consequência, têm uma dependência pouco saudável dos fornecedores do Médio Oriente. O que ele se esqueceu de mencionar foi que a estratégia dos Estados Unidos do pós 2ª Guerra Mundial de aquisição global de petróleo — um ponto central da política externa americana desde que o Presidente Roosevelt se encontrou com o Rei Saud da Arábia Saudita e concertaram em conjunto o seu "relacionamento especial", a bordo do USS Quincy, em Fevereiro de 1945. – está em ruínas. Os pilares daquela política — Irão, Arábia Saudita, os Estados petrolíferos do Golfo Pérsico e a Venezuela — já não são carneiros mansos no redil imperial dos EUA.

Com a capacidade excedentária na OPEP ao nível mais baixo de sempre e a especulação descontrolada nas bolsas, o Big Oil está inundado de dinheiro. Os lucros das empresas não têm precedentes históricos. A Chevron facturou uns bons US$14 mil milhões em 2005, e os ganhos do primeiro trimestre de 2006 são 50% mais altos que no ano anterior, um máximo histórico suficientemente obsceno para pôr o Congresso a resmungar acerca de um imposto extra sobre lucros. Os chamados riscos de abastecimento no Irão, Venezuela e Nigéria, juntamente com os impulsos especulativos dos negociantes petrolíferos, fizeram subir o preço do petróleo para cerca de US$ 70/barril, e um antigo homem do petróleo (rodeado por um bando de ex-homens do petróleo) anda arrogantemente nos corredores da Casa Branca. Como se isso não bastasse, o New York Times (27/Março/2006) noticia que através de uma "lei vaga" ("vague law") o governo dos EUA vai prescindir, para as grandes companhias petrolíferas, de cerca de US$7 mil milhões de royalties do Estado nos próximos sete anos. Tudo isto leva-nos de volta ao embargo petrolífero de 1973 e ao Projecto Independência do Presidente Nixon, concebido para alcançar a auto-suficiência em 1980. Tal política falhou miseravelmente (a dependência americana do petróleo importado em finais dos anos 60 era de 20% e espera-se que seja cerca de 66% por volta de 2025) e Nixon tentou maximizar o abastecimento interno e recorrer a fornecedores estrangeiros fiáveis a custo mínimo – tal como George Bush planeia fazer.


Textos de ontem:

Hosni Mubarak vence presidenciais egípcias com 107% dos votos
As propostas do governo para a Segurança Social agravam a situação e a discriminação das mulheres
Nunca se entra dentro de um coração
As graves desigualdades na repartição da riqueza em Portugal são um obstáculo ao desenvolvimento económico do país
O que faz correr Jardim
Cada vez mais desertores nas fileiras
A democracia forçada

Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade

Link esterno: http://www.franciscotrindade.blogspot.com/
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
© 2001-2023 Anarkismo.net. Salvo indicazioni diversi da parte dell'autore di un articolo, tutto il contenuto del sito può essere liberamente utilizzato per fini non commerciali sulla rete ed altrove. Le opinioni espresse negli articoli sono quelle dei contributori degli articoli e non sono necessariamente condivise da Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]