user preferences

New Events

Internacional

no event posted in the last week

A guerra é uma parte do negócio

category internacional | anti-fascismo | other libertarian press author Saturday June 03, 2006 22:48author by Francisco Trindade Report this post to the editors

A guerra é uma parte do negócio

A guerra é uma parte do negócio

Apresentamos o novo texto do blog http://www.franciscotrindade.blogspot.com

Texto intitulado

A guerra é uma parte do negócio

Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em
http://www.franciscotrindade.blogspot.com

Ler jornais para perceber o que se passa no mundo é a mesma coisa que tentar dizer que horas são só olhando para o ponteiro dos segundos.

Ben Hecht

O dinheiro fala.
Mas não tem nada de novo para dizer.

O primeiro-ministro do Irão Mahmoud Ahmadinejad não é muito diferente de outros dirigentes políticos. Ele até segue o exemplo de Bush, aposta na retórica militarista como forma de ganhar prestígio e resolver alguns problemas internos.
Entretanto, cá pelo Ocidente, está na moda fazer uma campanha de diabolização quando os adversários políticos não nos reverenciam e obedecem. Esses adversários deixam de ser pessoas para serem diabos em figura de gente. Foi o que aconteceu a Saddam e é o que está a acontecer ao primeiro ministro do Irão.
A decisão de controlar o Irão é anterior à invasão do Iraque. E só não se avança à doida porque o Iraque complicou tudo. O controlo do Irão é essencial para o controlo do mercado mundial do petróleo. Para além da sua importância como 4.º maior produtor mundial de crude, se por qualquer razão o governo deste país decidisse bloquear o estreito de Hormuz, que dá acesso ao Golfo Pérsico, 40 por cento do petróleo mundial ficaria bloqueado. Ora isso é um poder que as grandes petrolíferas, e os governos ao seu serviço, não podem tolerar.
A actual questão iraniana não é um problema de energia atómica mas de energia petrolífera. Se o governo iraniano se entregasse sem reservas nos braços das grandes petrolíferas, não só podia ter energia nuclear como o apoiariam na sua produção. Na vizinhança, Israel, o Paquistão e a Índia possuem armamento nuclear. Israel não descarta o uso de todas as formas de violência para impor os seus interesses. A Índia, com as suas castas, não é propriamente um modelo de respeito pelos direitos humanos. O Paquistão é governado por uma ditadura militar, que recorre com presteza à guerra, e a sua população não é menos fundamentalista do que a iraniana no que respeita à religião. Mas estes países têm todo o apoio do Ocidente como o têm as outras ditaduras do Médio Oriente que deixam o petróleo nas mãos dos que controlam o mercado mundial desta energia.




Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade

Related Link: http://www.franciscotrindade.blogspot.com/

This page has not been translated into Dansk yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
© 2005-2022 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]