Benutzereinstellungen

Neue Veranstaltungshinweise

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

Es wurden keine neuen Veranstaltungshinweise in der letzten Woche veröffentlicht

Kommende Veranstaltungen

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Movimento anarquista

Keine kommenden Veranstaltungen veröffentlicht
Search words: Rusga Libertária

[Brasil] MANIFESTO - Rusga Libertária

category brazil/guyana/suriname/fguiana | movimento anarquista | news report author Sunday May 07, 2006 07:35author by Rusga Libertária - Cuiabá - Mato Grosso - Brasilauthor email rusgalibertaria at yahoo dot com dot br Report this post to the editors

A Rusga Libertária é uma organização política anarquista que tem como objetivo maior a construção de uma sociedade socialista e libertária. Acreditamos que é a população oprimida e explorada (trabalhadores, estudantes, desempregados) organizada que será capaz de transformar a sociedade.


MANIFESTO
Rusga Libertária



A Rusga Libertária é uma organização política anarquista que tem como objetivo maior a construção de uma sociedade socialista e libertária. Acreditamos que é a população oprimida e explorada (trabalhadores, estudantes, desempregados) organizada que será capaz de transformar a sociedade. Sobre os princípios de ação direta, democracia direta, federalismo, internacionalismo, classismo e ética libertária que a nossa organização surge no início do ano de 2006, fruto de um longo processo de discussão e reflexão entre os anarquistas cuiabanos que têm a intenção de retomar o anarquismo social e militante que tanto impulsionou a luta do povo oprimido no passado. No início do século XX o anarquismo conquistou grande força no movimento operário brasileiro e influenciava o pensamento e a organização dos trabalhadores do período. A perseguição política violenta aos militantes e o sindicalismo pelego reduziram a presença dos anarquistas e de suas propostas nas organizações dos trabalhadores. No entanto, as desilusões com o modelo de socialismo autoritário soviético e a crítica a democracia burguesa deram novo fôlego às idéias anarquistas, sendo que no final da década de 60 estas voltaram a influenciar alguns setores da sociedade.

No Brasil, já a alguns anos, os anarquistas vem consolidando experiências de inserção social e sentem a necessidade de se organizar. Nesse contexto hoje estamos participando do FAO (Fórum do Anarquismo Organizado), uma instancia nacional que busca construir uma organização anarquista com a participação de grupos de todo o país.

Uma organização nacional é necessária por que a nossa luta se dá dentro de uma conjuntura nacional. Dentro do país sofremos com os mesmos problemas econômicos, sociais e políticos: a miséria, a violência, o desemprego, a falta de participação e a desigualdade. O governo Lula, dito de “esquerda”, implementou uma política de recessão e corte de gastos, seguindo as imposições dos organismos financeiros internacionais, que só piora a situação do país, a população fica cada vez mais pobre e os banqueiros com lucros cada vez maiores.

A grande maioria das entidades que tradicionalmente mobilizavam os trabalhadores e estudantes para lutar por melhoria de vida não estão mais nas ruas e não são mais instrumentos de luta. Os movimentos sociais que acreditaram que o governo iria solucionar os problemas acabaram se desmobilizando e foram cooptados pelo poder institucional. As estruturas centralistas destes movimentos dificultam a participação direta dos trabalhadores nas decisões, gerando um distanciamento entre os trabalhadores e seus “representantes”. Para que possamos transformar a nossa sociedade é preciso movimentos fortes que sejam capazes de mobilizar estudantes, trabalhadores, desempregados. Reivindicamos os movimentos sociais autônomos e combativos que façam resistência ao projeto da classe dominante e construam alternativas populares.

Na história do país muitos trabalhadores se levantaram contra as injustiças, lutaram e morreram, defendendo a sua terra, fugindo da escravidão, formando quilombos, organizando movimentos reivindicatórios e de revolta. Em Cuiabá, temos o exemplo da Rusga. A Rusga foi um movimento, que ocorreu em Cuiabá (no século XIX) organizado contra os privilégios dos comerciantes portugueses. Apesar de não propor transformações radicais nas estruturas econômicas e políticas, foi uma revolta popular que saiu do controle das lideranças liberais, que haviam se aproveitado do movimento para subir ao poder.

Nas últimas décadas, Mato Grosso recebeu um grande fluxo populacional de migrantes de outras regiões do país, fruto de uma política de colonização que teve como efeito o extermínio de muitas sociedades indígenas e a expulsão de posseiros.

O nosso estado é marcada pelo contraste da riqueza dos grandes latifundiários e da miséria do povo, a economia caracterizada pela monocultura mecanizada (soja e algodão) exclui os pequenos camponeses expulsos de suas terras pela violência e pela lógica perversa do mercado. Apesar desta dura realidade, atualmente vemos alguns movimentos se levantarem para lutar por uma vida mais digna. Os trabalhadores rurais querem terra e buscam condições de sobreviver no campo, nas periferias das cidades as pessoas reivindicam melhorias nos serviços, infra-estrutura dos bairros e buscam alternativas de renda.

Queremos uma outra Rusga, uma Rusga Libertária que através da mobilização da população e movimentos fortes e combativos, construam uma alternativa de poder popular que forme uma sociedade mais justa e fraterna.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Hauptseite

Anarchism, Ethics and Justice: The Michael Schmidt Case

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Movimento anarquista | News Report | pt

Tue 27 Jun, 22:08

browse text browse image

cabpeq.jpg imageOrganizações que Compõem a CAB 20:16 Sat 02 Jun by Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

Algumas informações sobre as organizações que compõem a Coordenação Anarquista Brasileira. [English] [Ελληνικά]

okupa_campina.jpg imageOkupação Cine São José - Campina Grande, Paraíba, Brazil. 09:43 Wed 25 Apr by Domingos Lacerda de Moura 0 comments

Desde o dia 11 de Maio de 2010 o Cine São José está ocupado por estudantes e ativistas culturais sensibilizados com o descaso que tomava conta do velho prédio situado nas imediações do centro da cidade de Campina Grande PB.

faoimagem.jpg imageRelato do Encontro de Formação do Fórum do Anarquismo Organizado - Regional Sul 00:18 Thu 22 Mar by Fórum do Anarquismo Organizado 0 comments

Nos dias 17 e 18 de março de 2012 aconteceu em Florianópolis/SC um encontro de formação da região sul do Fórum do Anarquismo Organizado (FAO) [English]

fao.jpg imageFormação do Núcleo Joinville 18:47 Wed 29 Feb by Coletivo Anarquista Bandeira Negra 0 comments

No dia 11 de Fevereiro de 2012, militantes da Organização Dias de Luta, de Joinville/SC, reuniram-se com membros do Coletivo Anarquista Bandeira Negra (CABN), de Florianópolis, com o objetivo de aproximar as duas organizações. Decidimos então que a Organização Dias de Luta deixa de existir e as duas organizações a partir de então reúnem-se no Coletivo Anarquista Bandeira Negra, que passa a possuir dois Núcleos: Joinville e Florianópolis. [English]

seminario_formacao_fao_sudeste.jpg imageI Seminário de Formação do Fórum do Anarquismo Organizado – Região Sudeste 05:26 Tue 24 Jan by Fórum do Anarquismo Organizado (FAO) 1 comments

Declaração do I Seminário de Formação do Fórum do Anarquismo Organizado – Região Sudeste, realizado no Rio de Janeiro, em 21 e 22 de janeiro de 2012. [English] [Nederlands]

Faísca, 2011, 238 p. imageLançamento de "Ideologia e Estratégia", de Felipe Corrêa 19:44 Fri 06 Jan by Faísca Publicações Libertárias 0 comments

A Faísca Publicações Libertárias acaba de publicar o livro IDEOLOGIA E ESTRATÉGIA: Anarquismo, movimentos sociais e poder popular, de Felipe Corrêa.

militanciaa.jpg imagePrimeiro Curso de Formação Política do Fórum do Anarquismo Organizado – Região Sul 19:54 Tue 26 Jul by Fórum do Anarquismo Organizado (FAO) 1 comments

Reuniram-se em Curitiba, entre 23 e 24 de julho de 2011 algumas organizações especifistas do anarquismo brasileiro e também individualidades com afinidades com essa proposta para uma formação do Fórum do Anarquismo Organizado (FAO), conduzida pela Federação Anarquista Gaúcha (FAG) e organizada pelo Coletivo Anarquista Luta de Classes (CALC), de Curitiba. Além da FAG e do CALC, estiveram presentes as seguintes organizações: Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ), Organização Anarquista Socialismo Libertário (OASL), de São Paulo, Organização Dias de Luta, de Joinville, além de individualidades de Florianópolis e de outras regiões do sul/sudeste do Brasil com afinidade com a proposta do anarquismo especifista.

capa_pepe_peq.jpg imagePublicação de "Problemas e Possibilidades do Anarquismo" 01:23 Tue 28 Jun by Faísca Publicações Libertárias 0 comments

Nova publicação da Faísca Publicações Libertárias.

logooaslpeq.png imageOASL – Mudança de Nome e Ingresso no FAO 02:22 Tue 03 May by Organização Anarquista Socialismo Libertário (OASL) 0 comments

Mudança de nome e ingresso no FAO. [English]

soli23.jpg imageSaiu o periódico Socialismo Libertário 23 18:17 Mon 14 Jun by Federação Anarquista Gaúcha 0 comments

Saiu o periódico Socialismo Libertário 23. Endereço para assinatura: socialismolibertario_rs@riseup.net

more >>

imageLe regroupement de tendance Jun 05 by Felipe Corrêa 0 comments

La tendance est une organisation que nous pourrions appeler de politico-sociale, en d'autres termes, c'est une organisation qui regroupe des secteurs populaires qui possèdent une affinité en relations aux questions méthodologiques et programmatiques, mais qui ne possèdent pas nécessairement des affinités en relation à une certaine idéologie (marxisme, anarchisme, autonomisme, etc.). La tendance, donc, n'est pas une organisation politique (parti) ni, non plus, une organisation de masses (mouvement populaire) ; elle existe à un niveau que nous pourrions appeler d'intermédiaire, entre le politique et le social. La tendance réunit des militant.e.s qui agissent dans un ou plusieurs mouvements populaires et dans les secteurs désorganisés de la population avec pour objectif de promouvoir à l'intérieur des mouvements dans lesquels ils/elles sont actifs/ves une méthodologie de travail et un programme déterminé, en plus d'organiser ces mouvements dans les secteurs les plus divers du peuple qui pour l'instant sont désorganisés. En plus de cela, la tendance offre un espace d'interaction entre les diver.e.s militant.e.s qui partagent des visions proches et sert a augmenter la force sociale de son incidence dans le camps populaire, augmentant son pouvoir d'influence dans ce camps et empêchant que d'autres personnes ou regroupements, qui possèdent des conceptions contraires, puissent faire prévaloir leurs visions et user d'autres militant.e.s pour atteindre leurs objectifs propres. La tendance donne de la cohérence opérationnelle aux militant.e.s qui agissent avec des objectifs clairs et bien définis et constitue la « face » du militantisme quotidien dans le travail social. Contrairement a aspirer à être l'avant-garde des mouvements, elle a la fonction de ferment et de moteur ; elle doit stimuler les mouvements populaires, garantir qu'ils possèdent la capacité de promouvoir leurs propres luttes, tantôt revendicatives (court terme), comme transformatives (long terme). Les militant.e.s de la tendance font partie intégrante du peuple et promeuvent le protagonisme populaire, en d'autres termes, ils et elles ont pour objectif de créer un peuple fort.

imageRevista Socialismo Libertário 3 Mar 16 by Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

Terceiro número da revista Socialismo Libertário, publicada pela Coordenação Anarquista Brasileira (CAB). Veja aqui link para baixar a revista e para os artigos!

imageObjetivos Finalistas Mar 16 by Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

Afirmamos dois objetivos que entendemos por finalistas: a revolução social e o socialismo libertário. A revolução social tem por objetivo destruir a sociedade de exploração e dominação. O socialismo libertário é o que dá o sentido construtivo à revolução social.

imagePara uma Teoria da Estratégia Mar 16 by Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

Texto da CAB que conceitua estratégia e seus grandes elementos.

imageO 1° de Maio em meio à crise final do projeto “Democrático-Popular” May 03 by Coordenação Anarquista Brasileira 0 comments

Os 14 anos de hegemonia do projeto democrático popular chegam a sua saturação final. Nestes últimos anos a esquerda não governista esteve em meio a uma luta para conformar uma alternativa a esse bloco. Cada setor, cada organização concebeu, a sua maneira, o que seria essa alternativa. Mas no fim, não foi capaz de presenciar alguma proposta que disputasse com o bloco governista nas lutas populares. Isso, por sua vez, não tirou de cena o surgimento de inúmeras experiências que transbordam ensinamentos e avanços difíceis de medir precisamente. Das “greves selvagens” e das revoltas nas obras do PAC, passando pelas jornadas de junho em 2013, a luta por moradia nas grandes cidades e a recente onda de ocupações de escolas por estudantes secundaristas em São Paulo, Goiânia, Rio de Janeiro e Belém mostram que em meio às trevas da ofensiva reacionária, também vai se afirmando uma nova geração de lutadores e lutadoras. Uma geração que não se formou pelas estruturas tradicionais de luta e organização que a esquerda construiu nas últimas décadas, por isso mesmo, uma geração refratária aos métodos e à cultura destas estruturas.

more >>

imageMensagem ao Congresso Fundacional da Coordenação Anarquista Brasileira Jun 01 FAG 0 comments

O anarquismo organizado no Brasil viverá nos dias de junho, no Rio de Janeiro, seu maior acontecimento histórico contemporâneo. O Congresso Anarquista que reunirá grupos de cerca de 10 estados do país em debates, acordos e resoluções para atuar em princípios e táticas comuns sobre a realidade brasileira tem um significado muito especial. Nossa convicção, em mais de 10 anos de processo, diz que o anarquismo militante tem irrenunciáveis aportes para as lutas por uma mudança social anticapitalista. [Français] [Ελληνικά]

image10 anos do Fórum do Anarquismo Organizado. May 10 FAO 0 comments

No início de 2002 recomeçava de forma mais lúcida um processo de articulação nacional para o anarquismo organizado e com inserção social no Brasil. Há dez anos foi criado o Fórum do Anarquismo Organizado (FAO), com o objetivo de articular grupos regionais e também lutar pela construção de uma organização anarquista brasileira dotada de projeto político comum. De lá pra cá, conseguimos fazer avançar esse processo com a consolidação de organizações especificamente anarquistas em alguns estados.

textCarta de saudação pelos 10 anos de história e luta do CAZP Apr 19 ORL 0 comments

Nos próximos dias 13 e 14 de abril o Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares (CAZP) comemora dez anos de história! Para nós da Organização Resistência Libertária (ORL) isso é motivo de muita alegria e comemoração. É um momento de afirmação da memória de luta construída por uma organização irmã, que compartilha conosco uma militância libertária há alguns anos, mantendo relações de solidariedade e troca de experiências militantes.

imageBrasil: Fortalecer regionalmente o Anarquismo Apr 11 0 comments

Está dado mais um passo no avanço do Anarquismo Especifista no Nordeste do Brasil. Reunidos em Recife, nos empenhamos em aprofundar o debate sobre o especifismo e estruturação dos agrupamentos políticos em nossa região, com vistas ao nosso fortalecimento e consolidação. [English]

imageNota pública de encerramento May 29 PAEM 0 comments

O coletivo Para Além do Estado e do Mercado/PAEM, agrupamento anarquista formado em 2006 na cidade de Dourados/MS, vem por meio desta nota comunicar oficialmente o encerramento de suas atividades.

more >>
© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]