user preferences

New Events

América Central / Caribe

no event posted in the last week

Yoani Sánchez e o debate oculto

category américa central / caribe | a esquerda | opinião / análise author Sunday March 03, 2013 00:23author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

Os protestos pela presença de Yoani Sánchez no Brasil decorrem do financiamento de sua publicação e das duvidosas alianças tecidas por esta ativista liberal dentro da Ilha.

yoanisanchez_brasil.jpg

A presença no Brasil da blogueira ativista liberal cubana Yoani Sánchez, e os protestos subseqüentes nos remetem a uma série de polêmicas tristemente esquecidas. Geralmente, quando o tema em pauta é Cuba, paixões afloram para além de alguma base argumentativa. A ilha dos irmãos Castro foi um símbolo poderoso ao romper a política de detenção, onde os partidos comunistas satélites de Moscou operavam como bombeiros das lutas populares na América Latina e Europa. No ocidente, após o sistema mundo instalado nos Acordos de Yalta, a antiga União Soviética se comprometia a respeitar o que havia de instituição, ou ao menos, agir de forma subserviente da hegemonia dos EUA e seus aliados da OTAN. Com a vitória em 1º de janeiro de 1959, o Movimento 26 de julho abre o espaço para a insurgência em todo o Continente, passando a rivalizar com as legendas stalinistas. Esta é uma das partes boas da história.

A outra é a construção de um sistema social de amparo em Cuba, transformando em dez anos o antigo cassino e ilha dos pecados da máfia estadunidense em um país campeão de indicadores sócio-econômicos. Durante o período da bipolaridade, o governo de Fidel Castro operara de forma semi-autônoma na sua política externa, apoiando diretamente, até o final dos anos ’80, guerras anti-coloniais como a de Angola ou insurgentes centro-americanos. Enfrentando um bloqueio econômico de meio século e quase indo à débâcle após o colapso soviético, o apoio a Cuba faz das críticas algo próximo do sacrilégio. É quase impossível debater, o que se comprova literalmente nos episódios de Feira de Santana.

Criticar o sistema político cubano por esquerda não é fazer coro com os gusanos de Miami e tampouco com Yoani. Qualquer um com alguma experiência em novas mídias imagina o volume de recursos existente para a tradução dos conteúdos do blog Generación Y em vinte idiomas. Isto não é fruto apenas esforço de viúvas anti-comunistas da Guerra Fria mas, no mínimo, do poderoso lobby cubano da Florida e os recursos subseqüentes. A diferença substantiva é que Sánchez e seus correligionários são dissidentes internos e não terroristas e criminosos como os membros da Alpha 66 e outras organizações para-militares toleradas pelo Departamento de Estado.

Não há impossibilidade teórica e prática em compatibilizar direitos políticos, democracia direta e políticas sociais de distribuição igualitária. Propositadamente, este debate é ocultado tanto pelos “seguidores” de Yoani como por seus críticos brasileiros.

Observação: vale conferir o artigo http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=aa5...11015 no entender deste analista trata-se da crítica, munida com informações mais fundamentadas a respeito das fontes de financiamento do ativismo cibernético de Yoani Sánchez. O texto é do professor francês Salim Lamrani.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Front page

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

The Fall of Aleppo

Italia - Ricostruire opposizione sociale organizzata dal basso. Costruire un progetto collettivo per l’alternativa libertaria.

Recordando a César Roa, luchador de la caña

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]