user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

Supremo, Congresso e a crise dos poderes

category brazil/guyana/suriname/fguiana | a esquerda | opinião / análise author Thursday December 13, 2012 18:39author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

Joaquim Barbosa e Marco Maia começam a protagonizar uma possível crise entre os poderes Judiciário e Legislativo

barbosaemaia.jpg

Agora complicou mesmo. O julgamento do Mensalão no Supremo caminha a passos largos para uma crise institucional. O dilema é relativamente simples. Julgar e condenar são papéis do Poder Judiciário, mas revogar mandato popular cabe aos pares, detentores de poderes semelhantes. Segundo o preceito constitucional, quem retira mandato é o Congresso Nacional e não a suprema corte. O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), deixou explícita a sua posição. Não abre mão da prerrogativa da câmara baixa e, ao seu modo, reage tardiamente ao chamado ativismo judiciário. Bem vindos somos ao país onde “ninguém é de direita”, embora a esquerda quase inexista e a base de apoio ao governo de turno seja composta pela maioria de direita de sempre.

O melhor dos cenários, diante do problema da estabilidade institucional, seria uma mudança de regimento na interna da Câmara. Se o voto de cassação para os colegas não fosse secreto, não haveria problema algum. Mas, escudados por detrás do painel de votação, os “representantes do povo” protegem seus pares e preferem não se expor ao julgamento moral da nação. Bastava retirar este véu para conter a ação proativa do STF e retomar a legitimidade tão abalada. Mesmo que o Supremo venha a cassar os direitos e retirar o mandato, o Poder que executa esta ação tem um longo caminho a percorrer.

Vejamos o imbróglio. Marco Maia não é somente da base do governo, mas do partido da presidenta (inclusive, de seu mesmo diretório estadual). A Câmara, mais que abalada pela superexposição midiática e o pífio desempenho dos mais de 300 parlamentares que compõem o baixo clero, tem a chance de chafurdar de vez.

Diante da paralisia do Congresso nos últimos anos, o país se viu atravessado pelo chamado ativismo judiciário, quando o STF termina por legislar ao interpretar a lei e criar precedentes através de jurisprudência. Não poderia ser diferente. A população anseia por um Estado vingador, que faça justiça punindo ao crime de elite – ao menos a tipologia de crimes compreensíveis para o brasileiro médio. Como as CPIs terminam dando em nada (daí o neologismo da pizza), e como não há vazio político, o Supremo é visto como um lócus de poder que executa com certa agilidade seu papel.

O problema não é de legalidade, mas de legitimação. A impressão do Congresso é de ruim a péssima. Apenas a ameaça de não acompanhar, no julgamento político, a decisão jurídica da suprema corte, é motivo o bastante para uma crise entre os poderes da república.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://www.estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Front page

ANARCHISM, ETHICS AND JUSTICE: THE MICHAEL SCHMIDT CASE

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]