Benutzereinstellungen

Neue Veranstaltungshinweise

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

Es wurden keine neuen Veranstaltungshinweise in der letzten Woche veröffentlicht

Kommende Veranstaltungen

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Local contacts

Keine kommenden Veranstaltungen veröffentlicht
Search words: FAO

FAO - Fórum do Anarquismo Organizado - Brasil

category brazil/guyana/suriname/fguiana | local contacts | comunicado de imprensa author Thursday January 12, 2006 07:16author by Secretaria Nacional do FAO - Fórum do Anarquismo Organizadoauthor email secretariafao at riseup dot net Report this post to the editors

Fórum do Anarquismo Organizado

Anarquismo é luta!!
Anarquismo é luta!!

FAO - Fórum do Anarquismo Organizado - Brasil
Um processo em construção


O Fórum do Anarquismo Organizado é um espaço de debate e articulação entre organizações, grupos e indivíduos anarquistas que trabalham ou têm a intenção de trabalhar de forma organizada atuando socialmente.

A primeira edição aconteceu na cidade de Belém do Pará em 2002, passando pela plenária de Porto Alegre em janeiro de 2003, o encontro nacional de novembro de 2003 em São Paulo, a reunião em janeiro de 2005 em Porto Alegre e o 3º Encontro nacional em Julho de 2005 realizado em Goiânia. O objetivo maior do FAO é criar as condições para a construção de uma verdadeira organização anarquista no Brasil. Tarefa que sabemos não ser de curto prazo, mas que precisa ser iniciada desde já.

Compromissos do FAO

1 – Estimular e realizar o debate sobre o anarquismo organizado no Brasil, apontando para necessidade de construir uma organização anarquista.

2 – Apoiar a formação de grupos anarquistas organizados

3 – Trabalhar pela aproximação, articulação prática e unificação destes grupos no âmbito estadual ou regional num primeiro momento.

4- Trabalhar, na medida das possibilidades reais, com os diferentes níveis da luta revolucionária anarquista: trabalho de propaganda, trabalho teórico e o mais importante deles, a militância social, nas frentes e áreas escolhidas (bairro, sem-teto, estudantil, sindical, ecologia social, luta contra a ALCA, etc.)

5 – Lutar pela construção de uma organização anarquista brasileira dotada de projeto político comum, com real peso sócio-político e presença nacional mais ampla possível.

6 – Estabelecer relações fraternas e solidárias com organizações anarquistas internacionais, sobretudo as latino-americanas, cuja realidade nos é mais próxima.

CARTA DE INTENÇÕES DO FAO, ver em:

Carta de intenções FAO

DECLARAÇÃO FINAL DO 3ºENCONTRO NACIONAL, GOIÂNIA-2005, ver em:

Declaração 3º Encontro Nacional

CARTA DE INTENÇÕES EM INGLÊS, ver em:

Carta de Intenções em Inglês (English Version)

CARTA DE INTENÇÕES EM PDF, ver em:

Carta de intenções em formato .PDF

Contato da Secretaria Nacional do FAO:

secretariaFAO@riseup.net


---------------------------

author by Reginaldopublication date Wed Jun 27, 2007 01:30author email reginaldom at gmail dot comReport this post to the editors

Gostaria de deixar uma questão ao secretário do FAO para que ele o encaminhasse à mesa diretora do FAO: qual é o verdadeiro anarquismo?

author by Gustavo Mayoral Guimarãespublication date Thu Oct 28, 2010 06:35author email guimaraes338 at hotmail dot comReport this post to the editors

Eu gostaria de saber se o estado de SP possui uma entidade anarquista se possivel envie um e-mail para mim guimaraes338@hotmail.com
Tenho uma porcentagem de conhecimento em militância.
Desde já grato

Propaga tu idea revolucionaria
Hasta que consigas
Amplia libertad
Acudid los anarquistas

author by Daniel Davipublication date Thu Jun 02, 2016 12:30Report this post to the editors

Gostaria de saber se existe uma organização de estudos ou ações anarquistas na Bahia?

author by Daniel Davipublication date Thu Jun 02, 2016 12:30Report this post to the editors

Gostaria de saber se existe uma organização de estudos ou ações anarquistas na Bahia?

author by Greenpublication date Wed Jan 04, 2017 09:22author email nixnotonfire at gmail dot comReport this post to the editors

Oi, tudo bem? Eu tenho me interessado muito pelo anarquismo, mas tenho ideais que focam em mudar concretamente a nossa sociedade, tal como algum tipo de revolução que resultasse em eco-vilas, ou algo do gênero. Mais como comunidades e etc.
Quais são as suas opiniões sobre isso? E como o anarquismo vê esse tipo de ideia? (eu não tenho muito conhecimento disso, desculpe heauhe)

author by L.publication date Mon Jan 09, 2017 01:05Report this post to the editors

Ola Daniel,
na Bahia existe o Forum Especifista da Bahia, que tem articulado coletivos e organizaçoes do estado. Segue o link do site onde voce pode se informar ;)
https://faebahia.wordpress.com/

abraços e força na luta!

author by L.publication date Mon Jan 09, 2017 02:27Report this post to the editors

Ola Green!
Conselho a leitura do primeiro numero da revista da CAB, que hoje em dia é o resultado de 10 anos do FAO.

Nos acreditamos que a transformaçao social para uma outra sociedade so pode acontecer se durante o processo da luta criarmos a base para as novas estruturas, e isso vai de como tomamos as decisoes a como nos comportamos etc. Por isso também é muito importante militar em organismos e movimentos de bases, nao so para conquistar melhorias hoje em dia, mas para ir testando e organizando (como no teatro, ensaiando) a revoluçao

Como colocado neste texto https://anarquismorj.wordpress.com/2014/01/21/a-transfo...ante/

Espero que seja de ajuda para a sua duvida!

Além do mais super aconselho a leitura desse livro https://anarquismorj.files.wordpress.com/2011/08/progra...l.pdf
que pra mim foi uma excelente introduçao ao anarquismo: o geral da teoria, um pouco da historia no brasil e no mundo, e sobre tudo a estrategia.

Abraços!

author by L.publication date Mon Jan 09, 2017 02:30Report this post to the editors

aqui ta o numero da revista que falei! https://anarquismo.noblogs.org/files/2015/06/Revista-So...b.pdf

Number of comments per page
  
 
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Hauptseite

ANARCHISM, ETHICS AND JUSTICE: THE MICHAEL SCHMIDT CASE

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Local contacts | Comunicado de imprensa | pt

Sun 25 Jun, 20:17

browse text browse image

textQuem Somos, O que Queremos e o Nosso Caminho a Seguir 05:03 Fri 06 Jan by Luis Antonio 0 comments

Organismo anarquista organicista-especifista (plataformista).

imageA sessão final do golpe com nome de impeachment no Senado, parte 2 – epílogo da Operação Café Filho Sep 11 by Bruno Lima Rocha 0 comments

No final da manhã e início da tarde de quarta feira, 31 de agosto de 2016, o Brasil assistiu pela televisão aberta e por assinatura, a destituição da presidente Dilma Rousseff, com pouco mais de um ano e meio decorridos de seu segundo mandato. A traição teve como um dos pivôs o próprio vice, Michel Temer, eleito e reeleito junto à Dilma, com a bênção de Lula e da direção nacional do PT. Neste breve texto, trago algumas evidências, categorias e debates os quais entendo como urgentemente necessários.

imageA sessão final do golpe com nome de impeachment no Senado – parte 1 Sep 11 by Bruno Lima Rocha 0 comments

A manhã de 26 de agosto de 2016, na sessão especial do julgamento do Senado presidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski, demonstrou a ruptura entre a oligarquia e a ex-esquerda. Ao definir o andamento do processo de impeachment, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), definiu o mesmo como “um hospício” e na sequência afirmou que fez pressão e intermediou a retirada do indiciamento da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e de seu marido, o ex-ministro das Comunicações e do Planejamento, Paulo Bernardo.

imageOperação Lava Jato: comunicação mediada e apelação midiática Aug 13 by BrunoL 0 comments

A Operação Lava Jato é um marco na história brasileira em todos os sentidos. Ao afirmar que é marcante e criva um paradigma, não me refiro a esta operação jurídico-policial como necessariamente positiva. No final das contas, o volume de dúvidas é equivalente ao de certezas. Ficamos na dúvida se a operação criminaliza toda atividade de Estado e nos certificamos que as empreiteiras de sempre são culpadas de novo.

text[Brasil, AL]O Circo Eleitoral e Realidade dos Trabalhadores Alagoanos Sep 14 by Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares 0 comments

“Nossa vocação, nosso destino” O principal produto da economia alagoana, a cana-de-açúcar, foi implantada pelos portugueses no século XVI como estratégia para garantir a ocupação do território e conseqüente colonização do Brasil. A economia era sustentada pela mão-de-obra escrava dos negros trazidos da África e na grande concentração de terras (latifúndios). Passados cinco séculos, a economia de Alagoas, embora mais diversificada e complexa, não está diferente de seu eixo de sustentação: continua sendo baseada na super-exploração do trabalho nas usinas de cana-de-açúcar pelas oligarquias herdeiras do sistema colonial.

text[Brasil, Goiás] Informe Anarquista nº04 Mar 22 by Coletivo pró Organização Anarquista em Goiás 0 comments

Saudações companheiras/os,
saiu o Informe Anarquista nº04 (Março, Abril, Maio de 2006) informativo trimestral do Coletivo pró Organização Anarquista em Goiás

more >>

textQuem Somos, O que Queremos e o Nosso Caminho a Seguir Jan 06 Coletivo Comunista Anarquista 0 comments

Organismo anarquista organicista-especifista (plataformista).

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]