user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week
contraogenoci769diodopovonegro01.jpg
brazil/guyana/suriname/fguiana / migração / racismo / opinião / análise Sunday April 14, 2019 06:12 byCoordenação Anarquista Brasileira   image 1 image
Oitenta tiros fulminaram Evaldo Rosa, trabalhador Negro, músico, que
voltava de um compromisso social com sua família. Os responsáveis:
militares do exército que patrulhavam o bairro e, segundo relatos, ainda
debocharam da família depois da ação. read full story / add a comment
cab_sindical.jpeg
brazil/guyana/suriname/fguiana / miscellaneous / opinião / análise Saturday March 23, 2019 22:48 byCoordenação Anarquista Brasileira   image 1 image
No dia 20 de fevereiro de 2019, após meses de especulação do mercado financeiro, chantagem dos grandes empresários e publicidade pesada da mídia corporativista, o governo Bolsonaro entregou na Câmara dos Deputados a tão cobiçada Reforma da Previdência. Finalmente a classe trabalhadora brasileira conheceu qual será o tamanho do ataque que vem pela frente através da caneta dos de cima. Como já era previsível, o projeto de Paulo Guedes é ainda mais duro do que o apresentado por Temer. Essa reforma significa mais retirada de direitos de trabalhadoras e trabalhadores. read full story / add a comment
elaopa_1.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / indigenous struggles / comunicado de imprensa Saturday March 23, 2019 22:19 byELAOPA   image 1 image
O Encontro Latino Americano de Organizações Populares Autônomas (ELAOPA) propõe solidariedade
aos Povos Indígenas Ka'apor da Amazônia Oriental do Noroeste Maranhense do Brasil na luta pela
recuperação e defesa do seu território contra a intensa ação ofensiva de madeireiras extrativistas e
diante da repressão do Estado Policial de Ajuste sobre as lideranças desse povo. read full story / add a comment
8M em Porto Alegre Brasil 2019. Foto: Guilherme Santos Sul 21
brazil/guyana/suriname/fguiana / gênero / comunicado de imprensa Saturday March 09, 2019 22:58 byFAG/CAB   image 3 images
“Neste momento decisivo em que as definições devem ser traduzidas de forma fulminante em feitos e as posições em ações contundentes, a definição e posição das mulheres – de mulheres livres, das que afirmam sua vontade resoluta de ser – nos dão os fatos e ações que essas páginas coletam da maneira mais plausível possível. Junto à mão suave das mulheres que curam feridas, cuidam das crianças ou oferecem um gole de água para a sede ardente do combatente, destacamos o braço forte da mulher que ergue um fuzil. Isso não significa, de maneira alguma, a renúncia de um sentido humano que queremos proclamar acima de tudo. Mas nosso sentido humano é integral, ativo e beligerante. E é transcendente. Isto é, atinge mais do que alívio imediato da dor imediata. Aspira à eliminação radical da dor, pelo menos da dor social que nasce da opressão política e da injustiça econômica.
[…] Enquanto isso, o nosso sentido humano, precisamente o nosso sentido humano, obriga-nos à luta dura, cruel, implacável contra um inimigo implacável. Através da morte, sobre a morte, defendemos a vida. A única vida que merece ser defendida: a vida em plena liberdade “.
Nosso sentido humano, Revista Mujeres Libres read full story / add a comment
alzira.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / história do anarquismo / opinião / análise Saturday March 09, 2019 22:38 byCAB   image 1 image
Em 1925, a costureira e militante anarquista Alzira Werkauser tomou a palavra e presidiu uma sessão do 3° Congresso Operário do Rio Grande do Sul. Nesta ocasião atuou como delegada sindical com mandato do sindicato dos alfaiates, costureiras e anexos. Alzira foi
ativa militante da resistência a opressão sobre as mulheres, da luta sindical das costureiras e das convicções anarquistas em uma peleia diária e incansável para mudar o mundo com socialismo e liberdade. Sua moção ao Congresso a que nos referimos levava intuitivamente, pelas misérias que padecia como mulher trabalhadora e mulher oprimida, aquela noção tão forte e tão feminista que pronunciou a comunera Louise Michel: “Tomem cuidado com as mulheres quando se cansarem de tudo o que as rodeia e se levantem contra o velho mundo. Nesse dia um novo mundo começará.” read full story / add a comment
8m2019.jpg
brazil/guyana/suriname/fguiana / gênero / opinião / análise Saturday March 09, 2019 22:30 byCAB   image 1 image
A nossa história tem sido, desde sempre, marcada por repressão e resistência. Contudo, nesses últimos anos, vimos se consolidar no Brasil uma retomada de forças conservadoras, – forças essas que nunca deixaram de constituir as estruturas patriarcais do Estado e o imaginário da nossa sociedade -, mas que, agora, potencializadas por vozes que fazem questão de se afirmarem – entre outras coisas – antifeministas, encampam uma luta contra os direitos e organização das mulheres.
read full story / add a comment
bolsonaro_campaign.jpg
brazil/guyana/suriname/fguiana / miscellaneous / opinion / analysis Monday January 21, 2019 05:15 byBrunoL   image 1 image
The October 2018 presidential and general elections in Brazil challenged that notion. An extreme right wing candidate, Jair Messias Bolsonaro, rose to power in a contested victory. This was the last straw in a mounting political crisis with multiple causes and, the way it looks at the moment, even more consequences. read full story / add a comment
plataformacampo_de_libra.jpg
brazil/guyana/suriname/fguiana / economia / opinião / análise Wednesday December 19, 2018 06:32 byBrunoL   image 1 image
Em termos de política energética, o país foi “virado de cabeça para baixo”, e sem nenhum razão funcional a não ser a fabricação de uma crise. As reservas de Pré-Sal capacitam a Petrobrás para contrair empréstimos com carência centenária, significando a saúde financeira e a liquidez da empresa. Ou seja, a empresa jamais esteve “quebrada” e menos ainda com perda de faturamento. read full story / add a comment
capaespanol.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / community struggles / comunicado de prensa Wednesday December 19, 2018 03:35 byColectivo Anarquista Lucha de Classe   image 1 image
El último día 07 de diciembre de 2018 será recordado como uno de los días más tristes y revoltosos en la historia de la ciudad de Curitiba y de la lucha por vivienda en Brasil. La ocupación urbana llamada 29 de marzo fue completamente destruida debido a un incendio, que según el relato de los habitantes, fue causado por la Policía Militar del estado de Paraná. Además del fuego extendido, ocurrieron al menos dos ejecuciones en el lugar, varios desaparecidos y un número aún desconocido de muertos. read full story / add a comment
capafamiliasincendio.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / community struggles / comunicado de imprensa Wednesday December 19, 2018 03:27 byColetivo Anarquista Luta de Classe   image 1 image
O dia 07 de dezembro de 2018 será lembrado como um dos dias mais tristes e revoltantes da história de Curitiba e da luta por moradia no Brasil. A ocupação urbana 29 de Março foi completamente destruída devido a um incêndio, que segundo o relato dos moradores, foi causado pela Polícia Militar do Paraná. Além do fogo alastrado, ocorreram, pelo menos, duas execuções no local, vários desaparecidos e um número ainda desconhecido de mortos. read full story / add a comment
fag.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascismo / comunicado de imprensa Wednesday December 19, 2018 03:12 byFederação Anarquista Gaúcha   image 1 image
Foi em uma infame e inesquecivelmente tenebrosa sexta feira, 13 de dezembro de 1968, que durante o mandato do ditador-presidente general Arthur da Costa e Silva, uma junta militar promulgava o Ato Institucional nº. 5 (AI-5), o mais terrível dos dezessete que a ditadura civil-militar impôs ao povo brasileiro. O AI-5 deu início ao período mais brutal da ditadura, tornando “oficial” e “lícito” o extermínio de opositores do regime. Para além de medidas como o fechamento do Congresso Nacional, intervenções nos estados e municípios, suspensão de habeas corpus, suspensão de direitos políticos, entre outras, o AI-5 era a sigla que dava sentido à expressão “terrorismo de Estado” (com o perdão da redundância), fazendo da tortura, dos desaparecimentos forçados e dos assassinatos práticas corriqueiras do Estado ditatorial. Passados cinquenta anos desse expediente de violência, brutalidade e barbárie, ventos autoritários anunciam novamente que não superamos esse passado. Temos à nossa porta expedientes autoritários que re-editam aquele momento histórico e, por isso, mais do que nunca, é preciso afirmar com todas as letras: ditadura, NUNCA MAIS! read full story / add a comment
xsergiomoroepauloguedes.jpg
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascismo / opinião / análise Saturday November 03, 2018 21:42 byBrunoL   image 1 image
Parece que tudo vai ser aos trancos e barrancos e um governo loteado, escorado em "super ministros" e bombardeado o tempo todo com o fogo amigo das palavras do "super vice". read full story / add a comment
fag.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascismo / opinião / análise Sunday October 28, 2018 21:36 byMulheres da FAG   image 1 image
“Todos os nacionalismos tem gênero, todos são inventados e todos são perigosos […] no sentido de que representam relações com o poder político e com as tecnologias da violência.” – Anne McClintock read full story / add a comment
whatsappfakenews.jpeg
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascismo / opinião / análise Saturday October 27, 2018 06:32 byBrunoL   image 1 image
Vamos tentar produzir um pouco de teoria no meio de tanta insanidade e loucura acumulada. Entendo que estamos vivendo um momento ímpar. Por um lado, os efeitos da Operação Lava-Jato, onde houve punição com alguma efetividade, mas evidentemente, seletiva. Se compararmos os índices de corrupção nos governos anteriores, proporcionalmente, o PT "roubou menos", e tem menos correligionários acusados. read full story / add a comment
cab_26_oct.jpeg
brazil/guyana/suriname/fguiana / miscellaneous / opinião / análise Saturday October 27, 2018 05:52 byCoordenação Anarquista Brasileira   image 1 image
Na última semana e com mais intensidade no dia de hoje, Polícia Federal, Justiça Eleitoral, Ministério Público Eleitoral e Tribunais Regionais Eleitorais fizeram uma ofensiva contra a liberdade de expressão de norte a sul pelas Universidades brasileiras.
read full story / add a comment
rl.jpeg
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascismo / opinião / análise Thursday October 25, 2018 00:08 byResistência Popular e Ateneu Libertário Batalha da Várzea   image 1 image
Nesse cenário em que estamos, vemos o crescimento na disputa eleitoral de uma lógica que conhecemos há muito tempo na política: mais imposto pro povo, menos serviços públicos, custo de vida mais alto e menos direitos. Dessa vez, o projeto de sempre, como toda legitimação jurídica, vem com uma roupagem ainda mais perigosa da farda militar, do autoritarismo e do apoio à ditadura.
read full story / add a comment
fau_carta_opinion_brasil_1.png
brazil/guyana/suriname/fguiana / anti-fascism / opinion / analysis Wednesday October 24, 2018 23:54 byFederación Anarquista Uruguaya   image 1 image
Special Opinion Letter from the Uruguayan Anarchist Federation about the current political moment in Brazil, October 2018. [Castellano] read full story / add a comment
brésil/guyane/suriname/guinée française / anti-fascisme / opinion / analyse Tuesday October 23, 2018 19:07 byCoordination Anarchiste Brésilienne
La séquence politique actuelle au Brésil exige beaucoup de lucidité et de sang-froid, de la part de l’ensemble des personnes impliquées dans les luttes populaires, pour analyser la réalité. En tant que Coordination Anarchiste Brésilienne (CAB), nous cherchons ici modestement à apporter notre contribution à la compréhension de cette séquence politico-sociale chaotique, dont la trame principale est à trouver dans le coup d’État juridico-parlementaire qui a renversé Dilma Rousseff alors qu’elle était aux commandes. read full story / add a comment
cab_note.jpg
brasile/guyana/suriname/guiana francese / antifascismo / opinione / analisi Monday October 22, 2018 00:19 byCoordinamento Anarchico Brasiliano   image 1 image
Il presente scenario politico brasiliano richiede molta lucidità e distacco dagli e dalle attivisti/e sociali e dalla loro analisi della realtà. Noi, il Coordinamento Anarchico Brasiliano (CAB), cerchiamo modestamente di dare il nostro contributo alla comprensione del convulso scenario politico e sociale, il cui principale atto è il colpo di stato parlamentare che ha rimosso Dilma Rouseff dal governo. Abbiamo recentemente sperimentato la cosiddetta fine del patto della Nuova Repubblica del 1988. Questo patto manteneva l'esclusione sociale di coloro al fondo della società, garantendo contestualmente i minimi diritti legali, in una coalizione comprendente politici borghesi, uomini d'affari, militari e parte dei settori riformisti della sinistra. La costruzione dello stato brasiliano, comunque, è stata sempre più vicina alle potenze imperialiste del momento che alla maggioranza della popolazione. Uno stato penale per i poveri è sempre stata la norma per le istituzioni della democrazia borghese. Il governo del PT, fin da Lula, ha accresciuto la macchina criminale dell'ordine pubblico, tramite un intero apparato legislativo e giuridico che riproduceva l'incarcerazione di massa delle persone di colore e dei poveri e un apparato repressivo che attacca le lotte sociali. Il patto della conciliazione di classe fu rotto e il collaborazionismo sventrato per aprire la strada all'aggressivo programma del capitalismo finanziario, passando sopra i diritti sociali, la parziale libertà e i beni pubblici – che erano le storiche vittorie del movimento popolare. [Português] [Castellano] [English] [Ελληνικά] read full story / add a comment
cab_statement_3.jpeg
Συνεπώς, υποστηρίζουμε:
-ενότητα για τον αντιφασισμό πέρα ​​από τις δημοσκοπήσεις, στους λαούς και στους δρόμους. Ο αγώνας θα καθορίσει τι πρόκειται να έρθει. Η ενότητα θα επιτυγχάνεται σε ενέργειες, κινητοποιήσεις ενάντια στις νεοφιλελεύθερες επιθέσεις και τη βαρβαρότητα που προωθούνται από τον bolsonaro και τους ομολόγους του.
-αγώνας για την υπεράσπιση των κοινωνικών δικαιωμάτων. Καταπολέμηση των ιδιωτικοποιήσεων και των επιθέσεων κατά των καταπιεσμένων. Καταπολέμηση των επιθέσεων στην εκπαίδευση, τη συνταξιοδοτική μεταρρύθμιση, καταπολέμηση του αυξανόμενου κόστους ζωής, την ποινικοποίηση των κοινωνικών κινημάτων και τη διαδικασία γενοκτονίας των μαύρων, περιφερειακών και ιθαγενών.
-οικοδόμηση γενικής απεργίας ενάντια στην πρόοδο του φασισμού και των επιθέσεων στα δικαιώματα των εργαζομένων, που είναι η ατζέντα του ιμπεριαλισμού στην επόμενη περίοδο, των επιχειρηματικών και πολιτικών ελίτ ανεξάρτητα από τις εκλογές. [Português] [Castellano] [English] [Italiano] read full story / add a comment

This page has not been translated into Türkçe yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Neste 8 de Março, levantamos mais uma vez a nossa voz e os nossos punhos pela vida das mulheres!
© 2005-2019 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]