preferenze utente

cerca nell'archivio del sito Cerca cerca nell'archivio del sito


Search comments

ricerca avanzata

Prossimi eventi

Economy

nessun evento corrispondente!
france / belgique / luxembourg / économie venerdì settembre 08, 2017 06:38 byStéphane Ortega

.

featured image
Le gouvernement français a publié les ordonnances réformant le Code du travail le 31 août. La quasi-totalité des 36 mesures mises en avant par le ministère du Travail est au bénéfice du patronat. Une petite révolution à un mois de la commémoration du centenaire de la révolution russe. Analyse par un camarade syndicaliste et libertaire (republiée depuis le site Rapports de Force).

A lire aussi : [Communiqué de la CGA] [Communiqué d'AL]

italia / svizzera / economia sabato gennaio 14, 2017 20:18 byAlternativa Libertaria/fdca
featured image

Renzi è caduto. Le sue politiche no. E’ sempre più urgente recuperare capacità di coalizione e di lotta alla base nei luoghi di lavoro e nel territorio, ri-costruire strumenti e metodi di ampia partecipazione dal basso, forme di solidarietà autogestite, forme di vertenzialità conflittuali che facciano crescere coscienza e progettualità.

international / economy domenica settembre 13, 2015 08:46 byShawn Hattingh
featured image

It was long ago stated that capitalism came into the world dripping in blood and dirt, from every pore, from head to toe. While it has demonstrated that it won’t simply collapse under its own weight, the recent goings-on around the current capitalist crisis have shown that with age it has become even more hideous. Capitalism is now rank with massive state intervention required to simply keep its rotting body moving: through states propping up the financial sector and deepening the colossal attack on the working class.

The goings-on that have once again highlighted capitalism’s depravity, are the turmoil – starting in China – that has occurred over the last few weeks on stock markets; including the underlying causes that led to it, and the actions that the ruling classes have taken since then to try and end it, or at least alleviate it.

The recent volatility in world stock markets erupted in earnest in June 2015. In June, the Chinese stock markets began a plunge that has frightened the ruling classes (capitalists, top state officials and politicians) across the globe. This plunge has not yet ended, and so far the Shanghai Stock Market has lost 40% of its value. In the wake of this, stock markets from New York to London have reeled; leading to a roller coaster ride of uncertainty.

international / economy giovedì agosto 13, 2015 03:04 byLucien van der Walt
featured image

Based on a talk given in Kenya, this article argues that, while official minimum wages and other improvements are welcome gains, they are inadequate in an exploiting system based on the rule of the few. It is necessary to pose the more ambitious demand for a 'living wage,' set by the working class, and to enforce this by building powerful, autonomous, self-managed, conscientised class-struggle movements.

Rejecting 'privilege' theories, it argues that all sectors of the working class benefit from demands and campaigns that secure equal rights, equal treatment and equal wages, against divide-and-rule systems, and in which strikers build alliances with communities and users. A 'living wage' movement of this type should be located in a larger project of building a popular counter-power that can resist, and then topple, ruling class power.

[Italiano]

greece / turkey / cyprus / economy martedì marzo 19, 2013 18:38 byPaul Bowman
featured image

This Saturday morning Cypriot people woke up to the news that they were about to be robbed. In a pre-planned ambush scheduled to coincide with a local bank holiday weekend, Eurozone apparatchiks threatened to bankrupt the Cypriot banking system by immediate withdrawal of the ECB liquidity support.

The "deal" forced on the Cypriots by Frankfurt means a "bail-out" of the banks to the tune of 17 billion euros, roughly equivalent to the annual GDP of the Republic that makes up the EU-recognised part of this divided island. But only 10 billion will be provided by the ECB and IMF, the other 7 billion will be taken by a combination of a 1.4 billion privatisation programme, but in bulk by robbing anyone with a bank account in Cyprus.

[Italiano]

This page can be viewed in
English Italiano Català Ελληνικά Deutsch




#Nobastan3Causales: seguimos luchando por aborto libre en Chile

#Nobastan3Causales: seguimos luchando por aborto libre en Chile

Economy

sab 22 set, 20:02

browse text browse image

golpe_entreguista.jpg imageBrasil em transe e o desmonte generalizado, duas constatações set 10 01:57 by BrunoL 0 comments

Lado a lado com a violência simbólica dos discursos de ódio, galvanizados pelo atingido em Juiz de Fora (MG), temos a negação do direito ao reconhecimento e, concomitantemente, a perda progressiva dos direitos coletivos que vinham num crescendo desde 1932 e se consolidaram como política pública permanente na Constituição de 1988. Trata-se de restauração burguesa e liquidação da soberania popular e, por tabela, a soberania nacional.

Federación Anarquista de Rosario image¡Ante la crisis económica y política la respuesta es desde abajo! set 02 01:04 by Federación Anarquista de Rosario 0 comments

Se viven jornadas intensas en nuestro país. En los últimos días una corrida cambiaria ha llevado el dólar a valores que pulverizan los ingresos populares e instalan un escenario de inestabilidad económica y política. Ante esta situación la respuesta del gobierno está supeditada a la reunión que tendrá el martes el Ministro de Economía Dujovne en Washington. Es decir, es claro el rol del gobierno en este momento de ser un simple mensajero de los poderes imperiales. La respuesta que va a obtener de los jefes del norte es previsible: es necesario para los sectores dominantes que se lleve adelante el ajuste de la manera más brutal e inmediata posible. No le basta al “mercado”, con la degradación de nuestros salarios y los miles de despidos; como tampoco le interesa, al parecer, la continuidad del proyecto político de cambiemos. La organización y la movilización popular son la única respuesta para poner un freno a la embestida neoliberal. Desde nuestra organización estaremos promoviendo desde nuestros espacios de inserción la unidad y la acción directa como respuesta inmediata ante el ajuste que seguramente tomará un impulso redoblado.

greve_dos_caminhoneiros_2018.jpg imageA Petrobrás sob o controle dos especuladores e a greve dos caminhoneiros mag 28 10:00 by BrunoL 0 comments

A paralisação e greve dos caminhoneiros deixou a nação estática. Iniciada na segunda dia 21 de maio, atravessou quatro dias até que na noite de 5ª, 24 de maio, o governo Temer teria “negociado” com “representantes” dos caminhoneiros. Vivemos o avesso do avesso. Quem assinou o “acordo” de 5ª à noite foi considerado pelo governo ilegítimo como sendo os “trabalhadores do transporte rodoviário”.

macri_fmi_sale.jpg imageFuga de dólares na Argentina e o papel dos acordos abutres no governo Macri mag 16 21:42 by BrunoL 0 comments

Tendo em vista o contexto atual, o objetivo desse artigo é abordar a postura adotada pelo governo Macri em relação às finanças do país, assim como o papel dos acordos abutres concernentes à dívida soberana argentina. O empresário de credo menemista foi eleito presidente em novembro de 2015 vencendo o segundo turno contra Daniel Scioli, concorrendo pelo Justicialismo.

unityandsolidarity.jpg imageAutogestión y cooperativismo. El avance sobre la producción. mag 03 04:02 by José Luis Carretero Miramar 0 comments

La autogestión, en la práctica, aprendiendo y rectificando, no es algo definitivamente logrado, ni un paraíso prometido, sino el comienzo de un proceso hacia la liberación
Abraham Guillén

download_8.jpg imageΑναρχική Κριτική... mar 28 16:24 by Wayne Price 0 comments

Όποια κι αν είναι τα λάθη και οι περιορισμοί του Μαρξ και του Ένγκελς, του Μπακούνιν και του Κροπότκιν, είχαν δίκιο όταν συνηγορούσαν υπέρ της εργατικής επανάστασης. Παρά τις διαφορές και τα ψεγάδια τους, στηριζόμαστε πάνω τους. Χτίζουμε πάνω στο έργο τους. Η εργατική επανάσταση είναι μονόδρομος για την αταξική, ακρατική, μη καταπιεστική, δημοκρατική και συνεργατική, κοινωνία των ελεύθερα σχετιζόμενων ανθρώπων «μέσα στην οποία η ελεύθερη ανάπτυξη του καθενός είναι η προϋπόθεση για την ελεύθερη ανάπτυξη όλων».

us_missile.jpg image"Desmontando a mitologia liberal sobre a origem da tecnologia moderna" gen 02 07:37 by BrunoL and Ricardo Camera 0 comments

É público e notório que este avanço histórico do saber humano iniciou na incubação estratégica dos investimentos do governo dos Estados Unidos em suas agências de pesquisa, não se tratando, portanto, de uma mera questão de mercado. É disso que se trata este artigo.

textInterview: Alex Pirie (Part 2) dic 27 05:02 by AWSM 0 comments

Here is part 2 of an interview by AWSM with social campaign activist Alex Pirie. This installment discusses neo-liberalism, asset sales and political labelling. Part 1 can be found here-http://www.awsm.nz/2017/12/06/interview-alex-pirie/

commodities_traders.jpg imageOs especuladores globais das commodities e a fragilidade brasileira dic 22 21:42 by BrunoL 0 comments

Não há desenvolvimento autônomo e com soberania popular se o território físico ficar subordinado às cadeias de valor comodificadas, dominadas globalmente por 16 empresas de intermediação. Pela lógica da soberania deveríamos simplesmente seguir o caminho inverso, em todos os sentidos: preservar os biomas para, a partir destes, transformar saber popular em produção científica de escala

interrogacao_brasil.jpg image2018 e o quarto turno de 2014 que não vai terminar dic 17 18:56 by BrunoL 0 comments

A única condição de exercício de governo que não a continuidade do período de Temer e do desmonte seria um pacote revogatório das medidas privatizantes tomadas desde abril de 2016.

textWork For The Dole Schemes dic 07 11:01 by Pink Panther 0 comments

A Minister in the newly elected New Zealand government has called for those who receive unemployment related benefits to work, as a requirement to receive them.

liquidity.jpg imageAs oligarquias da mundialização financeirizada esgotam a pouca democracia do sistema capit... dic 04 20:26 by BrunoL 0 comments

O texto que segue é um exercício que me dispus a fazer e, ao mesmo tempo, um breve aporte teórico para a pesquisa a qual me envolvo e está em andamento (portanto a bilbiografia de referência está na sequência do texto). Abordo abaixo duas correlações evidentes, aliás, nada originais, embora absurdamente ignoradas pelos meios de comunicação hegemônicos e, justiça seja feita, em escala mundo. Trata-se de correlacionar obviedades da boa e viva economia política com as estupidezes, a perigosa propaganda da “Junk Economics”, o “lixo da economia propaladora do neoliberalismo vulgar”, ou simplesmente a “perigosa propaganda do ultraliberalismo financeiro”. Trata-se de um conjunto de mentiras afirmações absurdas, cuja meta permanente é esgotar o pouco de democracia – direitos coletivos conquistados à unha – existente no capitalismo mundializado em sua etapa financeira.

460_0___30_0_0_0_0_0_economicimperialisminindiaexamplemeaning.jpg imagePer una definizione dell'imperialismo nella fase del capitalismo globale e finanziario pos... nov 17 02:04 by BrunoL 0 comments

consideriamo essenziale interpretare il concetto di imperialismo globalizzato e finanziario. Questo si manifesta con forme più grossolane, come l'invasione militare, all'oggetto di studio a cui questo testo si collega, i rapporti complementari e subordinati delle Transnational Corporations (TNC), paradisi fiscali, capitale finanziario come forma di accumulazione selvaggia contemporanea, indebitamento assicurato di intere popolazioni e l'esistenza di una nefasta somma di élite organiche che agiscono attraverso porte girevoli su scala nazionale e transnazionale, servendo e localizzando l'attuale versione del neoliberismo.

economicimperialisminindiaexamplemeaning.jpg imageTraçando uma definição de imperialismo na etapa do capitalismo global e financeiro pós-200... nov 15 07:37 by BrunoL 0 comments

Vemos como essencial interpretar o conceito de imperialismo globalizado e financeiro. Este se manifesta desde formas mais grosseiras, como uma invasão militar, até o objeto de estudo o qual este texto se vincula, as relações complementares e subordinadas de Transnacionais (TNCs), paraísos fiscais, capital financeiro como forma de acumulação selvagem contemporânea, endividamento securitizado de populações inteiras e a existência de uma soma nefasta de elites orgânicas agindo através de portas giratórias em escala nacional e transnacional, a serviço e se locupletando da versão atual do neoliberalismo.

rating_agencies.jpg imageAs agências de “análise” de risco e a violação de soberanias nov 08 21:41 by BrunoL 0 comments

As agências de “análise” são empresas privadas dos EUA operando como vetores do cassino financeiro global, gerando a subordinação de sociedades inteiras. Isso ocorre em todos os países do “ocidente” ampliado, sendo que as regiões eurasiáticas sob a influência direta da China, Rússia e Índia conseguem sofrer outras projeções de poder. No caso da América Latina, sofremos hoje uma dupla intervenção, tanto das potências ocidentais – com os Estados Unidos à frente - como da presença chinesa cada vez maior em todas as camadas da economia real. Neste texto, fazemos uma breve digressão no papel de operador político das agências de “análise” na Europa pós-crise de 2008 e depois voltamos ao nosso Continente observando uma das chances desperdiçadas no período anterior.

textStuck in a Rut nov 07 10:45 by Pink Panther 0 comments

This article addresses the issue of Public Private Partnerships (PPP) in the context of major roading infrastructural work undertaken in Aotearoa/New Zealand, with some comparative reference to the Grenfell Towers disaster in London.

textLavagem de dinheiro e a hipocrisia estruturante do Sistema Financeiro Internacional ott 15 08:04 by BrunoL 0 comments

O tema da lavagem de dinheiro ganha volume e importância nas ações de Cooperação Juridica Internacional e obedece à agenda de projeção de poder em termos securitários vindo do Império. Iniciando na década de ’80, e desenvolvido em paralelo ao esforço de apoio aos mudjahiddin do Afeganistão lutando contra a ocupação da União Soviética, a circulação de ativos não rastreáveis ocupou a agenda das agências de inteligência, redes de terrorismo, narcotráfico, tráfico de armas e atividades complementares a segurança avançada dos Estados líderes – como em operações de cobertura e financiamento dos contras da Nicarágua, treinando em Honduras. O inimigo global do “ocidente” estava sendo derrotado e, automaticamente, os alvos permanentes tinham de ser modificados.

textO Sistema Internacional da liquidez infinita e acumulação selvagem set 30 03:52 by BrunoL 0 comments

O exercício de hegemonia da Superpotência vem do monitoramento e punição discricionária sobre a arquitetura financeira mundial através da qual sua oligarquia, retroalimentada por um sistema de portas giratórias entre os aparelhos de Estado e os componentes do Sistema do BIS e complementares, elege alvos de forma discricionária, atuando a partir do interesse direto de grupos de pressão dos EUA.

textLoi travail 2017 : Tout le pouvoir aux patrons ! set 08 06:38 by Stéphane Ortega 0 comments

.

textA governança global do fluxo de ilícitos financeiros e a evasão de divisas ago 24 04:49 by BrunoL 0 comments

23 de agosto de 2017, Bruno Lima Rocha
Ao contrário da imagem mais difundida, os chamados “paraísos fiscais” não são necessariamente ilhas ou territórios isolados, mas sim soberanias vinculadas às potências globais como EUA, Grã Bretanha (e Commonwealth), Suíça, Alemanha e China. Considerando que Estados com projeção mundial são, de fato, controladoras destas “jurisdições especiais” que escoam a riqueza do planeta, seria razoável que os instrumentos e instituições de fiscalização e governança não estivessem vinculados a estes países. Mas, como forma o padrão hegemônico no Sistema Internacional (SI), ocorre justamente o oposto. Há uma sobreposição de interesses, levando a uma evidente suspeição desta arquitetura de governança financeira.

offshoretaxjurisdictions.jpg imageJurisdições secretas e paraísos fiscais pós-2008 ago 11 23:12 by BrunoL 0 comments

11 de agosto de 2017 - Bruno Lima Rocha
Com este texto, em paralelo à difusão do pensamento descolonizado e de base latino-americana, além das análises de conjuntura, abro outra coletânea. Nesta pesquisa de relevo, vamos observar as interseções entre a circulação do capital financeiro, a financeirização dos países, os mecanismos centrais de governança (ou de consentimento para estas operações) e o complexo mundo das offshores e “paraísos fiscais”. A temporalidade desta pesquisa de relevo é no “ocidente” globalizado e no capitalismo avançado pós-2008.

Carta opinião imageCarta Opinião FAU ago 03 10:11 by FAU 0 comments

Carta opinião da Federação Anarquista Uruguaia, traduzida ao português

textEconomie collettive e solidali, autogestione e mutualismo giu 29 20:58 by Alternativa Libertaria/FdCA 0 comments

facilitando la riconquista della fiducia nella relazione e in una progettualità assembleare e orizzontale, autogestita e solidale, queste sperimentazioni possono assumere un ruolo prefigurativo dove far crescere forme di solidarietà sociale e di diversi rapporti di produzione e di orientamento e gestione del territorio su basi federaliste e libertarie, per riguadagnare nell’orizzonte del possibile una società più giusta e solidale.

textNO G7, ne G8 o G20 - Vogliamo Libertà, Uguaglianza, Solidarietà. mag 13 03:21 by CIB Unicobas 0 comments

NO G7, ne G8 o G20 - Vogliamo Libertà, Uguaglianza, Solidarietà.

13 MAGGIO 2017, ore 9,00, Largo 2 Giugno (ingresso V.le Einaudi)

SCIOPERO SOCIALE e MANIFESTAZIONE STUDENTESCA

NOI CI SAREMO!

textItalia, Bari: NO G7 mag 11 20:33 by Alternativa Libertaria/FdCA 0 comments

Invitiamo tutte e tutti a mobilitarsi nei prossimi giorni, a partecipare a tutte le iniziative che si terranno in città contro il G7 dei potenti e alla grande manifestazione che si terrà il giorno 13 Maggio.

textBari: NO G7 mag 11 20:27 by Alternativa Libertaria/FdCA 0 comments

il 12 e il 13 maggio si svolgerà al Parco Due Giugno l’ AltroVertice organizzato dal coordinamento Molti più di 7: una due giorni di dibattiti, laboratori, iniziative ludiche anche per i più piccoli,assemblee, concerti.
Saremo studenti, lavoratori, disoccupati, precari, migranti, pensionati, in uno spazio aperto della nostra città nel quale discutere e praticare un modello di sviluppo e un’idea di società differenti da quelli che i 7 grandi della terra discuteranno chiusi nelle loro stanze.

thefuturesdetail.jpg imageBasic Income & Billionaire preppers mar 30 18:56 by Andrew 0 comments

Our global society is broken. Donald Trump & Brexit are symptoms along with the rise of the far right elsewhere in Europe. In an old pattern, fundamental economic crisis often results in society becoming very much more brutal for most people.  In the age of nuclear weapons this current crisis could be our last.  And with a somewhat longer countdown to disaster we are also facing climate catastrophe.

populismo.jpg imageL’incubo del futuro? Una bella patria populista, sovranista e protezionista per il ritorno... mar 27 21:03 by Alternativa Libertaria/FdCA 0 comments

Le scorciatoie del sovranismo portano la sinistra in un vicolo cieco; invece occorre rilanciare una prassi internazionalista e combattere il capitalismo in ogni luogo di lavoro e di vita, costruendo orizzonti di alternativa sociale in cui donne ed uomini organizzati come classe di sfruttati ed oppressi sfidano il dominio capitalistico e populista e ricostruiscono solidarietà e partecipazione dal basso.

textIRIS, i suoi primi 40 anni feb 28 04:21 by Alternativa Libertaria/FdCA 0 comments

Dalla fine degli anni settanta, un gruppo di braccianti, manovali e artigiani, in maggioranza donne, ridà senso alla parola cooperazione. "Fanno cose rivoluzionarie tenendo fermi i propri valori fondativi: produzioni biologiche, proprietà collettiva , partecipazione, prassi libertarie e relazioni di economia solidale".

Credits: Daily Maverick image2017 South African Budget Speech: No Pravin, it was not progressive nor redistributive feb 26 03:28 by Shawn Hattingh 0 comments

On Wednesday, the Minister of Finance of South Africa stood up in the circus that passes itself off as a National Parliament and without any sense of irony what-so- ever declared that the South African state’s budget for 2017 was redistributive and progressive. If the Minister was to be believed, therefore, the budget was aimed at making a dent in the substantial class and racial inequalities that exist in the country. To back this up, supporters pointed out that the tax rate on top earners was raised marginally in the budget and people receiving dividends from shares would have to pay 5% more on these in tax. Despite this, one word could sum up the idea that the budget presented was redistributive and progressive: bullshit. Rather the budget presented by Minister Pravin Gordhan was yet again another attack on the working class. What the budget did was to favour corporations at the expense of the poor. In doing so, it remained based on the neoliberal dogma that has defined South Africa’s post-apartheid politics. In other words, the budget was a vivid demonstration of how the state is an instrument and weapon of the ruling class that functions to benefit that class. This can be seen throughout the budget, including how the state plans to raise money and how it plans to spend it.

più >>
© 2001-2018 Anarkismo.net. Salvo indicazioni diversi da parte dell'autore di un articolo, tutto il contenuto del sito può essere liberamente utilizzato per fini non commerciali sulla rete ed altrove. Le opinioni espresse negli articoli sono quelle dei contributori degli articoli e non sono necessariamente condivise da Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]