user preferences

New Events

Internacional

no event posted in the last week

A directiva de retorno instaura o fascismo na Europa

category internacional | imperialismo / guerra | comunicado de imprensa author Thursday June 19, 2008 02:26author by Colectivo Luta Social - (tradução)author email iniciativalutasocial at gmail dot com Report this post to the editors

COMUNICADO da CGT-Espanha

Hoje é o dia da vergonha, o dia europeu da caça à pessoa imigrante, o dia em que os direitos humanos deixaram de ser universais. Hoje foi aprovada a Directiva sobre a detenção e expulsão das pessoas estrangeiras pelo Parlamento Europeu, cuja redacção tinha sido anteriormente aprovada pelos governos da União Europeia.

A directiva da Vergonha constrói-se basicamente sobre duas medidas repressivas: generalização antidemocrática do internamento arbitrário até 18 meses das pessoas indocumentadas; e o retorno forçado, sem possibilidade de voltar a pisar o solo europeu durante 5 anos.

A Europa transforma-se numa fortaleza militarizada ao mesmo tempo que paraíso para o movimento de capitais, produtos e serviços, militarizada e que criminaliza o simples facto de ser imigrante sem recursos e sem documentos, seres humanos que serão forçados a retornar, sem possibilidade de voltar a pisar solo europeu como se fossem criminosos perigosos.

A Directiva de Retorno recém aprovada, constitui a expressão máxima do retrocesso calculado, desenhado pelas elites políticas e económicas europeias em matéria de direitos humanos. Esta agressão centra-se agora na legitimação da inexistência de direitos para as pessoas migrantes, para quem estão preparadas prisões especiais sem garantias jurídicas e com tempos de detenção arbitrários, além do retorno forçado sem possibilidade de regresso. Mas, uma vez dado este passo, quem garante que a breve prazo não se eliminem direitos fundamentais aos que ostentam o duvidoso título de cidadãos/ãs?

Agora - com mais afinco e menos travões - as forças de segurança dos países da UE poderão dedicar-se com impunidade à caça ao imigrante, a deportação brutal com colorações fascistas na Itália de Berlusconi. Agora, com alguma hipocrisia mais, no resto dos países europeus, que estão a pôr em prática isto gostosamente. Dentro de pouco tempo veremos as estatísticas destas indignas e particulares olimpíadas, em que se disputa o primeiro lugar de ser o país com maior número de imigrantes caçados e expulsos. Muitos de nós temem que os primeiros lugares caberão ao reino de Espanha e à república de Itália.

Mas, a vergonha deste dia, não a transportam apenas os governos e os euro- parlamentares, sem dúvida trata-se da vergonha de todas e todos, de nós europeus/eias, das sociedades embriagadas pelo consumismo e o medo, é a vergonha da nossa incapacidade para dar resposta ao capitalismo totalitário de uma UE, que para lá da crise provocada pelo 'não' irlandês ao novo Tratado, está disposta a impor a sua forma de governo antidemocrática e as finanças acima dos direitos e das necessidades das pessoas.

CONFEDERACIÓN GENERAL DEL TRABAJO


http://www.luta-social.org/2008/06/comunicado-da-cgt-espanha-directiva-de.html

Related Link: http://www.luta-social.org

This page has not been translated into Français yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
E

Front page

María Esther Biscayard de Tello, nuestro homenaje

The party is haunting us again

[Colombia] Declaración Constitutiva de Acción Libertaria Estudiantil

Flora Tristán: precursora del feminismo y de la emancipación proletaria

Bil'in - 10 years of persistent joint struggle

In solidarity with the NO TAV struggle

Wave of arrests in Ireland as state tries to break water charges movement

Não se intimidar, não desmobilizar! Toda nossa solidariedade ao companheiro Vicente!

After the election of Syriza in Greece - Power is not in Parliament

[Chile] Movimiento Estudiantil: ¿En dónde debemos enfocar nuestros esfuerzos?

Je ne suis pas Charlie

México en llamas: raíces y perspectivas de una lucha que avanza y la crisis de un sistema político

Sobre la liberación de prisioneros y el restablecimiento de relaciones diplomáticas, por los gobiernos de Cuba y EE.UU.

No to Golden Dawn in Australia!

Abusos y arbitrariedad - retención de JOSÉ A. GUTIÉRREZ, en el bajo Caguán, Caquetá

Could a Revolution Happen in the US?

An Anarchist Communist Reply to ‘Rojava: An Anarcho-Syndicalist Perspective’

Lutar e vencer fora das urnas

In the Rubble of US Imperialism

Elementos da Conjuntura Eleitoral 2014

The experiment of West Kurdistan (Syrian Kurdistan) has proved that people can make changes

[Chile] EL FTEM promueve una serie de “jornadas de debate sindical”

Ukraine: Interview with a Donetsk anarchist

The present confrontation between the Zionist settler colonialist project in Palestine and the indigenous working people

Internacional | Imperialismo / Guerra | Comunicado de imprensa | pt

Sun 19 Apr, 23:45

browse text browse image

Sorry, no stories matched your search, maybe try again with different settings.

imageObama e a hipocrisia da Guerra ao Terror Apr 08 by BrunoL 0 comments

08 de abril de 2015, Bruno Lima Rocha

No dia 18 de fevereiro deste ano, em plena quarta-feira de cinzas, o presidente da superpotência, Barack Hussein Obama pronunciou um discurso ímpar. O mandatário dos EUA abria com sua boa oratória o Encontro da Casa Branca para debater soluções contra o extremismo violento. No foco de seu discurso, uma abordagem compreensiva e bastante razoável do fenômeno do terrorismo sunita de inspiração religiosa. Diretamente Obama se referia às redes Al-Qaeda e Estado Islâmico (Daesh).

Se um leigo ou alguma pessoa desinformada escutasse a fala do presidente dos Estados Unidos, acreditaria na intenção correta do mesmo. O ex-senador por Illinois é um grande orador e trouxe de improviso a melhor das tradições democráticas estadunidenses. Estas combinam uma legítima absorção do caldeirão cultural de imigrantes (melting pot) e, ao mesmo tempo, a subordinação do discurso liberal e de respeito aos direitos humanos para com a lógica da geopolítica e do mais cínico realismo nas relações internacionais.

imageUma resposta para as críticas senderistas/maoístas e sua campanha de desinformação sobre Abdullah Oc... Mar 05 by BrunoL 0 comments

Bruno Lima Rocha

Antes de iniciar cabe uma reflexão. Entendo que este portal e os perfis que o espelham em redes sociais não formam necessariamente um espaço apropriado para o debate de tipo corrente política. E, tampouco o tipo de leitor@s que temos não é exclusivamente militante e nem de esquerda engajado. Talvez a virtude deste portal (e perfis) seja justamente esta, dar um tratamento analítico e linguagem jornalística para temas de fundos bem ásperos.

imageEUA x ISIS, “outra guerra estúpida” onde a esperança da humanidade está nas forças curdas Nov 19 by BrunoL 0 comments

No início de setembro, enquanto a OTAN realizava o seu encontro anual, com o secretário da aliança passando o chapéu para apertar as receitas dos países membros, constatava-se uma corrida do horror. Alimentados pelos aliados dos EUA na região, a Al-Qaeda força a fronteira da Síria com Israel e, ao mesmo tempo, anuncia a formação de seu braço na Índia. No Levante, enfrentam-se criador (Al-Qaeda, através de seu braço, Frente Al Nusra) e criatura (ISIS, racha da Al-Qaeda no Iraque). A superpotência assistia “quase inerte”, para não se envolver demais e criar um novo despertar sunita. Por fim, a grande questão é: - Como é possível uma força móvel, o ISIS, ser financiada por um califado pirata que vive vendendo petróleo? Óleo cru não é tão simples de transportar e menos ainda de realizar compensações bancárias correto?

imageSolidariedade à resistência popular e feminina Curda Oct 15 by Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ) 0 comments

A guerra civil na Síria trouxe novos elementos para a conjuntura da região curda. Inspirados em diversas tradições populares de resistência, um setor significativo dos curdos participa de uma experiência que deve ser olhada com atenção por todos os setores revolucionários.
[English]

imageA Aliança do Pacífico e o mito do livre-comércio Jun 02 by Bruno Lima Rocha 0 comments

Os quatro presidentes da nova versão, agora minimalista, da moribunda ALCA, sub-projeto do Império para as Américas

more >>
Sorry, no press releases matched your search, maybe try again with different settings.
© 2005-2015 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]