user preferences

New Events

Internacional

no event posted in the last week
Recent articles by Colectivo Luta Social

textJá Está Disponível O Caderno «Luta Social» Nº4 0 comments

textApelo para Colaboração no «Caderno Luta Social» Nº 2 0 comments

text[Portugal] Caderno Luta Social Nº1: Editorial 0 comments

Recent Articles about Internacional Imperialismo / Guerra

Entrevista com a Comandante do YPG Oct 20 14 by Ersin Çaksu

Aλληλεγγύη στ&#... Oct 19 14 by Σύμπραξη για τον Αναρχικό Κομμουνισμό

Αλληλεγγύη σ ... Oct 17 14 by Ελευθεριακή Πρωτοβουλία Θεσσαλονίκης

A directiva de retorno instaura o fascismo na Europa

category internacional | imperialismo / guerra | comunicado de imprensa author Thursday June 19, 2008 02:26author by Colectivo Luta Social - (tradução)author email iniciativalutasocial at gmail dot com Report this post to the editors

COMUNICADO da CGT-Espanha

Hoje é o dia da vergonha, o dia europeu da caça à pessoa imigrante, o dia em que os direitos humanos deixaram de ser universais. Hoje foi aprovada a Directiva sobre a detenção e expulsão das pessoas estrangeiras pelo Parlamento Europeu, cuja redacção tinha sido anteriormente aprovada pelos governos da União Europeia.

A directiva da Vergonha constrói-se basicamente sobre duas medidas repressivas: generalização antidemocrática do internamento arbitrário até 18 meses das pessoas indocumentadas; e o retorno forçado, sem possibilidade de voltar a pisar o solo europeu durante 5 anos.

A Europa transforma-se numa fortaleza militarizada ao mesmo tempo que paraíso para o movimento de capitais, produtos e serviços, militarizada e que criminaliza o simples facto de ser imigrante sem recursos e sem documentos, seres humanos que serão forçados a retornar, sem possibilidade de voltar a pisar solo europeu como se fossem criminosos perigosos.

A Directiva de Retorno recém aprovada, constitui a expressão máxima do retrocesso calculado, desenhado pelas elites políticas e económicas europeias em matéria de direitos humanos. Esta agressão centra-se agora na legitimação da inexistência de direitos para as pessoas migrantes, para quem estão preparadas prisões especiais sem garantias jurídicas e com tempos de detenção arbitrários, além do retorno forçado sem possibilidade de regresso. Mas, uma vez dado este passo, quem garante que a breve prazo não se eliminem direitos fundamentais aos que ostentam o duvidoso título de cidadãos/ãs?

Agora - com mais afinco e menos travões - as forças de segurança dos países da UE poderão dedicar-se com impunidade à caça ao imigrante, a deportação brutal com colorações fascistas na Itália de Berlusconi. Agora, com alguma hipocrisia mais, no resto dos países europeus, que estão a pôr em prática isto gostosamente. Dentro de pouco tempo veremos as estatísticas destas indignas e particulares olimpíadas, em que se disputa o primeiro lugar de ser o país com maior número de imigrantes caçados e expulsos. Muitos de nós temem que os primeiros lugares caberão ao reino de Espanha e à república de Itália.

Mas, a vergonha deste dia, não a transportam apenas os governos e os euro- parlamentares, sem dúvida trata-se da vergonha de todas e todos, de nós europeus/eias, das sociedades embriagadas pelo consumismo e o medo, é a vergonha da nossa incapacidade para dar resposta ao capitalismo totalitário de uma UE, que para lá da crise provocada pelo 'não' irlandês ao novo Tratado, está disposta a impor a sua forma de governo antidemocrática e as finanças acima dos direitos e das necessidades das pessoas.

CONFEDERACIÓN GENERAL DEL TRABAJO


http://www.luta-social.org/2008/06/comunicado-da-cgt-espanha-directiva-de.html

Related Link: http://www.luta-social.org

This page has not been translated into Français yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Issue #3 of the Newsletter of the Tokologo African Anarchist Collective

Internacional | Imperialismo / Guerra | Comunicado de imprensa | pt

Wed 22 Oct, 02:23

browse text browse image

Sorry, no stories matched your search, maybe try again with different settings.

imageSolidariedade à resistência popular e feminina Curda Oct 15 by Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ) 0 comments

A guerra civil na Síria trouxe novos elementos para a conjuntura da região curda. Inspirados em diversas tradições populares de resistência, um setor significativo dos curdos participa de uma experiência que deve ser olhada com atenção por todos os setores revolucionários.
[English]

imageA Aliança do Pacífico e o mito do livre-comércio Jun 02 by Bruno Lima Rocha 0 comments

Os quatro presidentes da nova versão, agora minimalista, da moribunda ALCA, sub-projeto do Império para as Américas

imageA encruzilhada venezuelana e a hegemonia latino-americana Mar 15 by Bruno Lima Rocha 0 comments

A verdade dura e crua é que, sem a pressão da Venezuela, o Brasil teria aceitado os planos da Área de Livre Comércio para as Américas (ALCA) e, fatalmente, seríamos sócios minoritários dos EUA na aliança.

imageEditorial do Caderno Luta Social Nº5 ( Jan. 2010) Jan 16 by Colectivo Luta Social (Portugal) 1 comments

Já se pode baixar em Caderno Luta social Nº5

imagePrêmio Nobel da Guerra Nov 11 by José Antonio Gutiérrez D. 0 comments

Nunca fui muito bom em matemática, mas o seguinte cálculo é bastante exato. Somam-se 10.000 tropas novas no Afeganistão, violações sistemáticas nas ocupações deste país e do Iraque, silêncio cúmplice diante de dois genocídios, um em Gaza e outro no Sri Lanka (onde ainda há 300.000 seres humanos em campos de concentração), um golpe de Estado em Honduras em que a participação norte-americana foi algo que todos sabiam – mas que ninguém quis denunciar diretamente (ainda que o tiro tenha saído pela culatra) –, sete novas bases militares na Colômbia, e o que temos de resultado? Um prêmio Nobel da “Paz” para o presidente dos E.U.A., Barack Obama. [Castellano]

more >>
Sorry, no press releases matched your search, maybe try again with different settings.
© 2005-2014 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]