Benutzereinstellungen

Neue Veranstaltungshinweise

Internacional

Es wurden keine neuen Veranstaltungshinweise in der letzten Woche veröffentlicht

Kommende Veranstaltungen

Internacional | Imperialismo / Guerra

Keine kommenden Veranstaltungen veröffentlicht

Solidariedade à resistência popular e feminina Curda

category internacional | imperialismo / guerra | opinião / análise author Mittwoch Oktober 15, 2014 14:46author by Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ) - Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ)author email farj at riseup dot net Report this post to the editors

A guerra civil na Síria trouxe novos elementos para a conjuntura da região curda. Inspirados em diversas tradições populares de resistência, um setor significativo dos curdos participa de uma experiência que deve ser olhada com atenção por todos os setores revolucionários.
[English]
Viva a resistência curda!!!
Viva a resistência curda!!!

A guerra civil na Síria trouxe novos elementos para a conjuntura da região curda. Inspirados em diversas tradições populares de resistência, um setor significativo dos curdos participa de uma experiência que deve ser olhada com atenção por todos os setores revolucionários.

Os curdos tem uma história longa de revoltas contra a opressão realizada por diversos Estados-nação. O chamado Curdistão não é um Estado nacional, mas uma território (“terra dos curdos”) que abrange partes do Iraque, Síria, Irã, Armênia e Arzeibajão, onde vivem aproximadamente 26 milhões de pessoas. A guerra civil na Síria propiciou a emergência do grupo de extrema-direita Estado Islâmico (ISIS) que pretende construir inicialmente um califado nas regiões do Iraque e da Síria. O grande problema é que o ISIS avança sobre amplos territórios, na perspectiva de construção de um Estado islâmico de extrema-direita que teria conseqüências funestas para o futuro da classe trabalhadora (e principalmente das mulheres) em toda região. O imperialismo protagonizado pela OTAN (que em grande medida é parte do problema) realiza seu “teatro” de guerra, aguardando o ISIS massacrar a resistência popular curda em Kobanê, para provavelmente fazer a intervenção no momento mais adequado e impor seus governos fantoches já com a derrota do protagonismo do povo curdo.

Nesse exato momento, setores populares e revolucionárias/os lutam com escassos recursos em áreas liberadas contra o Estado Islâmico. que incluem assembleias populares, conselhos (com equilíbrio étnico) e a formação de um braço armado feminino (ligado ao PKK), o YPJ. Nesse momento de crise a nossa solidariedade deve ser uma solidariedade de classe que ultrapasse as fronteiras políticas dos Estados-nacionais e as divisões no interior da classe trabalhadora. A luta popular curda decidirá em grande medida o destino daquela região, frente a extrema-direita fascista do ISIS, a omissão planejada da ONU e o imperialismo da OTAN. Por isso devemos apoiar ativamente a luta popular curda!


Todo apoio a resistência popular curda! Kobane vencerá!

Verwandter Link: http://anarquismorj.wordpress.com/2014/10/14/solidariedade-a-resistencia-popular-curda/
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
George Floyd: one death too many in the “land of the free”

Internacional | Imperialismo / Guerra | pt

Mo 30 Nov, 19:28

browse text browse image

daf_in_kobane.jpg imageEm Shingal, Kobani e em toda a Rojava, o ISIS é Dehak e o Po 13:22 Fr 10 Okt by Devrimci Anarşist Faaliyet - DAF 0 comments

No Curdistão, o povo está lutando contra o ISIS, a "violência propagada" é gerada pelo capitalismo e pelos Estados que iniciam guerras para seus próprios benefícios. O ISIS, subcontratado dos Estados que buscam o lucro na região, está atacando o povo ao gritar "Estado Islâmico" e "Guerra Santa, a Jihad"! O povo está passando fome e sede, adoecendo, migrando e morrendo. Eles ainda estão lutando nesta batalha pela existência. O povo não está lutando por esquemas e estratégias em torno das mesas de reuniões, nem pelo lucro, mas pela sua liberdade.

textA directiva de retorno instaura o fascismo na Europa 03:26 Do 19 Jun by Colectivo Luta Social 0 comments

textVI Encontro Latino-americano de Organizações Populares Autônomas 19:53 Do 17 Jan by Comissão Organizadora do VI ELAOPA 0 comments

Texto base para o VI ELAOPA

imageDEBATENDO O CONCEITO DE IMPERIALISMO NO SÉCULO XXI Sep 09 by BrunoL 0 comments

Alguns debates são urgentes, não podem ficar para outro dia. Quanto mais urgente é sua temporalidade, mais rigor e cuidado é necessário para avançar teoricamente. Se a meta for fazer campanha, panfleto, difusão doutrinária, algo muito relevante, aí a pressa é outra e tudo fica para o curtíssimo prazo. Não é o caso dos textos deste analista quando faz análise. Nas redes sociais a presença é outra, mas na palavra escrita, toda a precisão é fundamental. Como já foi por mim descrito na primeira parte do debate, imperialismo se contrapõe, imperialismo se contrapõem e nacionalismo tem um significado nos países que são ou foram potência – e tem vocação, pretensões de expansionismo – e outro em países do Sul Global, da periferia do planeta e por vezes também na Semiperiferia, tal é o caso brasileiro. Cabe ressaltar que o tema do desenvolvimento capitalista também pode ser anti-imperialista, mas jamais rompe em si com a dominação interna e tampouco supera a luta de classes em sua versão latino-americana, a luta popular.

imageRetomando o debate sobre o conceito de imperialismo Aug 26 by BrunoL 0 comments

Preciso começar esta nova série (creio eu) em função de algumas razões óbvias. A primeira e a mais sensível das razões porque os conceitos são reais, ou ao menos intentam interpelar, interpretar o real vivido como experiência concreta e não apenas o universo imaginário (que também forma o real vivido). Ou seja, isso existe, existe imperialismo e existem potências - no plural sim - imperialistas.

imageVenezuela E Outra Tentativa De Invasão Do Império. Brasil: Milicos Na Rua Apr 11 by FAU 0 comments

Nota da FAU traduzida ao português.

imageGovernança global e hegemonia dos EUA Jan 15 by BrunoL 0 comments

A proposta desse artigo é expor uma linha de interpretação básica, de forma resumida, a respeito dos moldes da governança global no quesito do complexo tecnológico das telecomunicações, bem como o laço geoestratégico da economia política internacional. Por conseguinte, como demonstrado no artigo “A sonda Voyager1- desmente o dicurso neoliberal do Ministro Meirelles” (recomenda-se sua leitura antes deste) os advogados da ortodoxia econômica, ou novo liberalismo – encarado por eles como a economia em si mesma, ou, “a única alternativa”, com dizia Margareth Thatcher – são incapazes de pensar sobre questões relativas ao poder nacional, administração pública e governança global, as quais são questões co-determinantes do mundo real. Não que esta capacidade interpretativa seja muito distante ou quase inalcançável em função da ausência de erudição propalada por este neoliberalismo vulgar e doutrinário, mas sim por que todas as tentativas de falsificação das evidências se transformam em rodopio retórico na busca de modelos metafísicos – ridículos em termos científicos – mas perigosíssimos para qualquer forma de relação social.

textO FCPA e a capacidade investigativa global do Departamento de Justiça dos EUA Sep 09 by BrunoL 0 comments

Através do Departamento de Justiça (DoJ, equivalente ao Ministério da Justiça, MJ nacional) e em estreita coordenação com os departamentos de Estado e Defesa, além de integração interagências, o ainda país mais rico do mundo exerce sua influência jurídico-criminal de forma seletiva e discricionária em escala planetária.

more >>
© 2005-2020 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]