user preferences

New Events

Norte da África

no event posted in the last week

A rua egípcia mais forte que as urnas!

category norte da áfrica | community struggles | comunicado de imprensa author Friday December 20, 2013 03:26author by Alternative libertaire - AL Report this post to the editors

O presente texto, traduzido para o português do Brasil, apresenta uma análise feita pelo grupo Alternative Libertarie - AL sobre a questão egípcia.
Propondo como o caminho para o povo egípcio, uma luta que se encaminhe desde as bases, desde a rua, até de modo mais global contra o imperialismo americano e o fascismo religioso que disputam incessantemente o poder. [Français]
morsiout.jpg


A rua egípcia mais forte que as urnas


Dois anos e meio após a derrubada de Hosni Mubarak a rua egípcia volta a falar. Mohamed Morsi foi caçado do poder após um ano de reinado e quatro dias de manifestações, de uma amplitude nunca antes vista na história do país.

Os egípcios e as egípcias recordam ao mundo que uma eleição não é um cheque em branco que da aos representantes o direito a tudo fazer. A democracia real implica um controle dos mandatos pelos eleitores e isto não será nada sem a possibilidade de revogar aqueles que estão no mandato. Nenhuma constituição possibilita o poder aos seus trabalhadores (exceto alguns “referendos revocatórios” à la chavismo): as classes dominantes poderiam ter mais medo da espiral democrática do que de suas despesas. Para além das constituições, para além das leis, para além da “legitimidade democrática” baseada nas eleições, os trabalhadores e trabalhadoras do Egito se reapropriam de seu destino pela mobilização coletiva e revolucionária. Que nossos chefões ocidentais enforquem a “semente”, pois dela se gera as ideias aos trabalhadores e trabalhadoras de todo o mundo!

Entretanto, essa segunda revolução é marcada pela intervenção do exército na derrubada final de Morsi e dos assensos de golpes de Estado. Se os militares não derem uma saída inelutável para retificar o que diz a rua, acarretará uma faceta simbólica desastrosa. Para além do símbolo, os militares são em grande parte um retorno do poder autoritário e um retorno a um regime parecido com aquele que a rua veio a derrubar há dois anos e meio. Detentores de uma grande parte das riquezas do país (35 % do PIB), os militares tem pressa para tomar integralmente o poder político que é a garantia da perenidade de seu império econômico, sem levar em conta os interesses dos trabalhadores e das trabalhadoras.

Alternative Libertaire (AL) apóia os movimentos sociais egípcios assim como com as forças progressistas na batalha contra os islamitas e o exército para fazer nascer no Egito a liberdade, a igualdade social e uma verdade democrática fundada sobre os poderes populares.

Alternative Libertaire (AL)

9 de julho de 2013

Tradução: Marcelo Mazzoni

Related Link: http://www.alternativelibertaire.org/
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
¿Què està passant a Catalunya?

Front page

Hands off the anarchist movement ! Solidarity with the FAG and the anarchists in Brazil !

URGENTE! Contra A Criminalização, Rodear De Solidariedade Aos Que Lutam!

¡Santiago Maldonado Vive!

Catalunya como oportunidad (para el resto del estado)

La sangre de Llorente, Tumaco: masacre e infamia

Triem Lluitar, El 3 D’octubre Totes I Tots A La Vaga General

¿Què està passant a Catalunya?

Loi travail 2017 : Tout le pouvoir aux patrons !

En Allemagne et ailleurs, la répression ne nous fera pas taire !

El acuerdo en preparacion entre la Union Europea y Libia es un crimen de lesa humanidad

Mourn the Dead, Fight Like Hell for the Living

SAFTU: The tragedy and (hopefully not) the farce

Anarchism, Ethics and Justice: The Michael Schmidt Case

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]