user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

A rearticulação conservadora

category brazil/guyana/suriname/fguiana | a esquerda | opinião / análise author Friday March 22, 2013 18:24author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

A senadora Kátia Abreu (PSD-TO) representa os interesses dos produtores do agro, com ênfase nos grandes proprietários, sistemistas de fato da grande cadeia do Agro, esta com posições ainda mais confortáveis dentro do governo de coalizão.

katiaabreu.jpg

O Brasil vive um momento de avanço conservador e isso é inegável. O abismo ideológico é notado em uma aliança de direita de novo tipo, gestada no interior do governo de coalizão.

Logo que o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) foi indicado para assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, li certos comentários que me pareceram pertinentes. Para além da crítica aos neopentecostais, alguns colegas docentes elaboravam a idéia de uma rearticulação conservadora, mais ideológica do que política, mas muito aguerrida em pautas específicas.

A aliança teria dois alicerces. Um deles é o conservadorismo popular, explorado ao máximo pela legião de pregadores da teologia da prosperidade metidos em política profissional. Outro alicerce é o do latifúndio, setor econômico fundamental para a balança comercial brasileira e sempre vitorioso quando disputa uma pauta contra os defensores do meio ambiente e agricultura de pequena escala.

A evidência para a aliança conservadora em nível ideológico apareceu em artigo da senadora Kátia Abreu (PSD-TO), publicado na Folha de São Paulo de sábado, 16 de março. A também presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA, equivalente ao sindicato nacional de produtores rurais) escreve um libelo relacionando o pensamento do italiano Antonio Gramsci com a proposta de redação do artigo 159 do Código Civil. Neste, segundo Abreu, estaria o intento de reviver o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos, elaborado no final de 2009 e de pronto descartado por Lula.

No texto proposto para o código civil, seria criado um novo paradigma quanto à posse da terra, superando o senso comum ao menos nos temas dos conflitos agrários. Para Abreu, a redação proposta, ao não aplicar a retirada imediata dos ocupantes (chamados pela senadora de invasores), retira os poderes de pronta-resposta da polícia para “tornar nulo o estatuto da reintegração de posse. E, junto com a anulação, o direito de propriedade”.

Ultrapassa o espaço deste artigo, responder palavra por palavra do texto, mas vale destacar que Kátia Abreu usa os termos “infiltração nos meios de comunicação” e “quebra gradual dos valores cristãos”. Trata-se de linguagem perigosa e terminologia alarmista, parecendo saudosa da Guerra Fria e da ditadura. Como o latifúndio não brinca e nem faz de si mesmo uma caricatura, é preciso tratar o embate com a gravidade necessária. O país passa por uma rearticulação conservadora e é isso tem de ser levado em consideração.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
E

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | A Esquerda | pt

Fri 01 Aug, 19:56

browse text browse image

ix_elaopa.jpg imageIX ELAOPA, Encontro Latino Americano de Organizações Populares Autônomas 04:12 Fri 10 Dec by ELAOPA 0 comments

O ELAOPA (Encontro Latino-Americano de Organizações Populares Autônomas) reúne, anualmente, organizações sociais pautadas na luta de classes e na identidade dos povos originais da América Latina, a partir dos seguintes princípios: democracia de base, solidariedade de classe, luta popular e autonomia dos oprimidos e dos povos originários. Autonomia em relação aos partidos políticos, ao Estado e seus governos, às ONGs, às empresas, e a todos aqueles que querem oprimir. O ELAOPA proporciona o espaço para o debate visando a convergência de ações políticas no intuito de criar o Poder Popular.

textEm defesa da autonomia dos movimentos sociais! 16:47 Thu 24 May by Rusga Libertária 0 comments

Passamos hoje um momento de crise dentro dos movimentos sociais onde se discute o governismo de várias entidades e a cooptação destas pelos projetos lulistas. Busca-se alternativas para uma nova organização dos trabalhadores que não seja refém de práticas governistas e partidárias. Essa questão acaba passando dentro do CLTP (talvez um dos movimentos sociais mais fortes em Cuiabá nos últimos dois anos).

imageTrês lições políticas dos protestos no Brasil Jul 07 by Bruno Lima Rocha 0 comments

O Brasil não será como antes, não ao menos em termos de cultura política. Após dez anos de pasmaceira e vinte e um anos sem manifestações massivas, o país se reencontra com a luta política de rua e de massas. Algumas lições foram transmitidas, dentre as quais elenco três.

imageDeixemos todas as bandeiras vermelhas levantadas... Mas as bandeiras rubro-negras exigem respeito! Jul 05 by Rafael Viana da Silva, Bruno Lima Rocha, Felipe Corrêa 0 comments

O que exigimos é respeito e, para isso, um debate franco é o melhor caminho que podemos trilhar. Sem ignorar nossos princípios ideológicos e as experiências históricas relevantes, nas quais cerramos fileiras com outras tradições da esquerda ou fomos traídos, o anarquismo tem um papel importante a cumprir no conjunto mais amplo do socialismo.

imagePartidos de mentirinha e a política do cinismo May 25 by Bruno Lima Rocha 0 comments

O cinismo e a hipocrisia política é parte estruturante do jogo de cenas construído entre legendas sem distinção ideológica ou programática

imageQuando os cardeais do Congresso falam o óbvio May 06 by Bruno Lima Rocha 0 comments

Renan deu a dica, apontando o caminho através da lógica de um cardeal do Congresso acostumado a legislar em causa própria e de seus pares.

imageReforma política e democracia participativa Apr 05 by Bruno Lima Rocha 0 comments

Se a possibilidade de tramitação de projeto lei de iniciativa popular chegar a ser aprovada, podendo incidir em todos os níveis da legislação, então teremos um pequeno avanço concreto na democracia realmente existente

more >>

textEm defesa da autonomia dos movimentos sociais! May 24 Construindo o Fórum do Anarquismo Organizado 0 comments

Passamos hoje um momento de crise dentro dos movimentos sociais onde se discute o governismo de várias entidades e a cooptação destas pelos projetos lulistas. Busca-se alternativas para uma nova organização dos trabalhadores que não seja refém de práticas governistas e partidárias. Essa questão acaba passando dentro do CLTP (talvez um dos movimentos sociais mais fortes em Cuiabá nos últimos dois anos).

© 2005-2014 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]