user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

Eduardo Campos e a base “aliada”

category brazil/guyana/suriname/fguiana | la izquierda | opinión / análisis author Tuesday March 05, 2013 02:20author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

Aliados de longa data, o governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) e a presidenta Dilma Rousseff, ex-pedetista hoje na legenda de Luiz Inácio, podem tornar-se opositores em 2014.

eduardo_campos_e_dilma.jpg

Circula pelos meios políticos e na cobertura especializada uma espécie de ante-sala das prévias eleitorais de 2014. Logo após o término do pleito municipal do ano passado, a direção nacional do PSB – aliado de longa data do PT – viu-se diante de uma nova circunstância. As vitórias municipais do partido histórico de Miguel Arraes e a apreciação do governador pernambucano Eduardo Campos poderiam criar condições para reproduzir a corrida eleitoral de 2002. Onze anos atrás quase que a eleição aponta um terceiro candidato como azarão.

À época, o ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, correu pelo PSB assim como Ciro Gomes, ex-tucano convertido para posições de centro-esquerda, concorreu pelo PPS com o apoio do PDT e da Força Sindical. O cenário só não ficou mais bagunçado no rumo do “centro” da política, porque com a presença de José Serra, ainda que secundado pela então deputada federal capixaba Rita Camata (PMDB), toda eleição tornou-se tensa e polarizada. Passada uma década e após a ampliação da base aliada através dos custos da tal da governabilidade (por dentro e com rubrica), o governo da ex-guerrilheira encontra-se perto de um início de ruptura interna. Não se trata apenas da naturalizada antecipação de alianças eleitorais e da legítima pretensão de liderança por partidos políticos. O tema de fundo é a ausência de diferenciação programática e, pior, de prática política.

Qualquer estudante de ciência política ou áreas afins deve conhecer uma das bases do jogo de alianças baseado na interação estratégia: “o amigo do meu amigo pode ser meu amigo, o inimigo do meu inimigo pode ser meu amigo e o amigo do meu inimigo pode ser meu inimigo”. O problema na atual “governabilidade” é que quase todos podem ser quase tudo, havendo pouca ou nenhuma diferenciação entre legendas, lideranças e formas de conduta. Neste país, quem ocupa a aliança de situação posiciona-se de forma transitória, tal e como os postos da oposição. Materializa esta análise as migrações partidárias e a criação do PSD, racha do DEM por executor das tradições udenistas e agora a legenda de ocasião da ex-ministra Marina Silva.

Quando todos podem ser “amigos” e quase ninguém quer ser “inimigo”, o cenário político é confuso e esvaziado. É nesta fauna de alianças ocasionais e legendas sem coesão interna que pode aparecer uma “nova” figura de proa, de dentro da base do governo, a exemplo de Eduardo Campos, levando de roldão uma parte considerável da base “aliada”, começando por peemedebistas.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Front page

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

The Fall of Aleppo

Italia - Ricostruire opposizione sociale organizzata dal basso. Costruire un progetto collettivo per l’alternativa libertaria.

Recordando a César Roa, luchador de la caña

Prison Sentence to Managing Editor of Anarchist Meydan Newspaper in Turkey

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]