user preferences

São Paulo e a incoerência das alianças

category brazil/guyana/suriname/fguiana | a esquerda | opinião / análise author Sunday October 14, 2012 12:22author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

A virada das eleições municipais em São Paulo gerou um resultado que de tão parelho, cacifa (e muito) o manancial de votos dos derrotados.

diversidade_e_alianas.jpg

A virada das eleições municipais em São Paulo gerou um resultado que de tão parelho, cacifa (e muito) o manancial de votos dos derrotados. José Serra (PSDB) termina o primeiro turno com 30,75% dos votos, seguido por Fernando Haddad (PT) com 28,98%. Em terceiro lugar o azarão que liderou as “científicas” pesquisas até os últimos dias antes do pleito.

Celso Russomano (PRB) fechou com 21,60%, seguido por Gabriel Chalita (PMDB) com 13,60% dos votos. Para além da aliança com o terceiro e o quarto colocados, sair em busca dos votos do ex-repórter do Aqui e Agora e do correligionário de Michel Temer implica em se aproximar de heranças e caciques políticos outrora rivais.

Recordar é viver e a dança das alianças é sempre incoerente. No segundo turno das eleições estaduais de 1991, o PT quase rachado apoiou Luiz Antônio Fleury Filho, à época ainda herdeiro político de Quércia. O argumento petista era que com Maluf, a PM paulista teria licença para matar indiscriminadamente. Fleury ganhou e a tese se provou furada no dia 2 de outubro de 1992, quando seu governo autorizou o Massacre do Carandiru.

Em 1994 Marta Suplicy e Mário Covas disputaram voto a voto a vaga para o segundo turno das eleições estaduais. Covas superou Marta por apenas 70 mil votos e contou com o apoio da legenda de José Dirceu para enfrentar e vencer Paulo Maluf na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. Começava ali a era tucana em São Paulo.

No segundo turno do pleito para a prefeitura paulistana de 2000, a aliança é retomada. O então governador Mário Covas apoiou Marta Suplicy contra Maluf. A ex-ministra do Turismo de Lula derrotou o ex-interventor da ditadura agradecendo publicamente ao rival tucano. A rivalidade PSDB-PT é tão circunstancial como a aliança entre Lula, Paulo Salim e o quercismo.

Três setores tornam-se fundamentais para a segunda volta das eleições paulistanas: o PMDB, ainda vinculado às redes de relações de Quércia; a reserva eleitoral dos fiéis neopentecostais da Igreja Universal do Reino de Deus, rivalizando com o apoio da Assembleia de Deus para Serra; e o sempre presente peso político do malufismo.

Em 2010, a ex-guerrilheira Dilma Rousseff fechou sua chapa para o Planalto baseando-se no tripé acima. Mas, como toda aliança tática e não programática é fluida, tudo está em aberto.

Mesmo que o “bispo” Edir Macedo, o vice-presidente Michel Temer e o nobre deputado federal Paulo Maluf apoiem explicitamente a Fernando Haddad, a transferência de votos baseada nunca é tão direta.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://www.estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Employees at the Zarfati Garage in Mishur Adumim vote to strike on July 22, 2014. (Photo courtesy of Ma’an workers union)

Front page

Loi travail 2017 : Tout le pouvoir aux patrons !

En Allemagne et ailleurs, la répression ne nous fera pas taire !

El acuerdo en preparacion entre la Union Europea y Libia es un crimen de lesa humanidad

Mourn the Dead, Fight Like Hell for the Living

SAFTU: The tragedy and (hopefully not) the farce

Anarchism, Ethics and Justice: The Michael Schmidt Case

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]