user preferences

Eleições municipais e verticalização de alianças

category brazil/guyana/suriname/fguiana | a esquerda | opinião / análise author Saturday August 11, 2012 02:36author by Bruno Lima Rocha - Federaçao Anarquista Gaúcha Report this post to the editors

Na charge do jangadeiro on line, uma relação explícita de confusão política. Isto reflete a falta de coesão programática e ideológica na concorrência pelos poderes municipais.

sopadeletrinhas.jpg

Simultaneamente ao julgamento do caso conhecido como Mensalão do PT (existem outros, como os do PSDB mineiro e do DEM candango), estamos em pleno período de campanha eleitoral nos municípios. Desenvolvendo a análise a partir da cultura política reinante, ou seja, incluindo variáveis de atitude (transitória) e comportamento (estruturante), temos motivos de sobra para ficar preocupados com a qualidade do jogo democrático no Brasil. Se observarmos o padrão das alianças locais, aí a preocupação torna-se puro desespero.

Não é preciso ser especialista para constatar o óbvio. Diante do conjunto de alianças circunstanciais, sem nenhuma coerência interna ou afinidade discursiva, é simplesmente impossível para um eleitor mediano reconhecer o alfabeto da política. Afinal, o estatuto da representação implica em ter um discurso diferenciado, uma carga ideológica explícita e proximidades e distâncias bem estipuladas para com outros agrupamentos. Na ausência destes elementos básicos de identificação, a escolha de candidatos e legendas, simplesmente não será baseada em nada programático. Quando não há aliança programática, resta associação de última hora, apenas juntando interesses imediatistas, onde a meta de todos é apenas ocupar postos de poder (de baixo recurso) e dotações orçamentárias (não muito volumosas).

Não há como exigir um comportamento razoável do eleitor se quem concorre para o cargo se porta tão mal. Quando não se identifica a divisão ideológica, a reprodução é a ideologia dominante, e sua cultura política hegemônica. Ou seja, o sentido lógico do engajamento político passa a ser a sobrevivência, a colocação laboral. O motor dessa cultura são as relações sociais, não escapando nenhum evento coletivo em escala municipal sem a presença de um enxame de candidatos a vereança e mesmo para prefeito.

A única forma de alterar este comportamento, ao menos o que vem de cima para baixo, seria algum tipo de verticalização de alianças. Não é possível uma sopa de siglas baseadas na ocasião fazer algum sentido para o eleitor mediano. Daí a associar a concorrência por cargos e representação apenas ao interesse econômico, não custa muito. As relações de clientela são muito fortes no Brasil, e como tal precisam ser combatidas. Uma boa forma seria a recomposição de blocos político-ideológicos, até para termos embates programáticos na campanha. É importante agrupar as legendas e para isso seria fundamental comprometer, ao menos nos estados, as formas de aliança política.

Bruno Lima Rocha

This page has not been translated into Português yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
Revista "Socialismo Libertário" num. 2

Opinion and Analysis

imageTrês lições políticas dos protestos no Brasil Jul 07 by Bruno Lima Rocha 0 comments

imageDeixemos todas as bandeiras vermelhas levantadas... Mas as bandeiras rubro-negras exigem respeito! Jul 05 by Rafael Viana da Silva, Bruno Lima Rocha, Felipe Corrêa 0 comments

imagePartidos de mentirinha e a política do cinismo May 25 by Bruno Lima Rocha 0 comments

imageQuando os cardeais do Congresso falam o óbvio May 06 by Bruno Lima Rocha 0 comments

imageReforma política e democracia participativa Apr 05 by Bruno Lima Rocha 0 comments

more >>

Press Releases

textEm defesa da autonomia dos movimentos sociais! May 24 Construindo o Fórum do Anarquismo Organizado 0 comments

© 2005-2014 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]