user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

O Mensalão e as grotescas caricaturas

category brazil/guyana/suriname/fguiana | economia | resenha author Tuesday August 07, 2012 20:55author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

A leitura deste livro é fundamental para compreender o modus operandi do esquema que teria sido recrutado em Minas Gerais passando para um ganho de escala nacional.

o_operado_lucas_figueiredo.jpg

Estamos às vésperas do começo do julgamento do Mensalão e quase tudo já foi dito, desdito, defendido ou atacado em relação aos seus protagonistas e algozes. Particularmente, eu mesmo muito já escrevi a tal respeito nesta própria publicação. Partindo do princípio de que resta pouca novidade quanto ao tema, reforço algumas afirmações, que por sinal independem dos resultados advindos do Supremo.

Primeiro, considero haver sido o esquema e seus operadores recrutados a partir de algo já existente. Para tanto, o livro O Operador, do jornalista Lucas Figueiredo (Record, 2006) é leitura obrigatória para formar esta convicção. Esta premissa indica uma primeira análise de tipo política. Infelizmente, atitudes como estas são bastante comuns ao longo da história. Supondo que seja verdadeira, então os dirigentes do partido de governo teriam ampliado o formato de assegurar maioria pró-governo em escala (ampliando do estado para o país), mas não em sua natureza.

Esta constatação já indica a segunda premissa. Ainda supondo haver o Mensalão existido, tal comprova a tese – por sinal inúmeras vezes alvo de estudos - da intangibilidade dos valores publicitários. Qualquer pessoa minimamente dotada de bom senso compreende que os gastos com difusão, campanha, peças de propaganda e marketing, podem ser o escoadouro perfeito para recursos financeiros de origem ou trajetória duvidosa. O chamado descolamento de preços - justamente pela falta de lastro - opera como fator inflacionário em diversas ocasiões. No caso, em sendo comprovada a existência do esquema, tal tinha como âncora o fluxo de recursos justificados como gastos com publicidade e a chancela destes através de bancos formais.

Assim, temos evidências de gastos alegados com bens intangíveis, a passagem através de registros bancários e a liquidez em espécie, destinada para a “nobre causa” de governar a qualquer custo. Assimilar procedimentos funcionais, mesmo que se fundados sob outra hegemonia, é típico dos arrependidos de alguma terem acreditado em algo além do pragmatismo político. Derrotados ideologicamente, assumem o comportamento dos ex-inimigos, imitando-os em tudo ou quase tudo.

No fundo, a vitória política é de quem transforma aqueles que outrora teriam podido ser transformadores das relações sociais. Certa vez afirmei aqui também que militantes com trajetória da envergadura dos réus teriam se transformado em grotescas caricaturas de si mesmos. Infelizmente, sinto dizer que tal caracterização continua apropriada.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://estrategiaeanalise.com.br
This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
E

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Economia | pt

Thu 21 Aug, 14:21

browse text browse image

privatizacionaeropuertos.jpg imageEl sector aéreo y el desafío privatizador de Dilma 03:14 Fri 04 Feb by Bruno Lima Rocha 0 comments

Las amenazas de “caos aéreo” y la presión para alcanzar el plan de metas de infraestructura y función operacional de la FIFA para la Copa del Mundo de fútbol, abren margen de consentimientos de las personas para que un proceso privatizador sea puesto en marcha.

imageA falácia do Banco Central independente Jul 18 by BrunoL 0 comments

16 de julho de 2014, Bruno Lima Rocha

Um dos temas de fato proibidos para os candidatos favoritos na próxima eleição presidencial é a subordinação do Banco Central (BC) à vontade política dos eleitores. A cartilha neoliberal defende a “independência” da autoridade monetária, de modo que esta não seja “politizada”. Este absurdo conceitual até poderia ser considerado esdrúxulo caso não fosse tão perigoso. Tornar independente da vontade soberana - ainda que exercida de forma indireta - o centro nervoso dos recursos coletivos é como condicionar a capacidade de governo a um gesto de obediência ao sujeito oculto e onipresente chamado de “mercado”.

imageA disputa do Estado e a corrida eleitoral Jul 12 by BrunoL 0 comments

10 de julho de 2014, Bruno Lima Rocha

Com o início da campanha eleitoral, a análise política vinculada aos interesses majoritários tem de identificar o centro nervoso do manejo dos recursos coletivos. É ali que se que se atinge a base da pirâmide social brasileira.

imageO medo e a manipulação da participação popular Jun 13 by BrunoL 0 comments

As semanas antes da Copa vêm sendo marcadas pelo protagonismo popular brasileiro. Temos greve de metroviários, rodoviários, professores, movimentos em defesa da moradia e a visibilidade dos Comitês Populares da Copa.

imageO poder mundial do capital financeiro – os efeitos no Brasil - 2 Jun 11 by BrunoL 0 comments

No quarto artigo da série, continuo o debate a respeito do capital financeiro e sua ação dentro da economia brasileira. Ressalto que a crítica se apresenta sobre os elementos de continuidade da era FHC perpetuados no período Lula-Dilma (iniciada em 2003). Reconheço que para o padrão mundial do capitalismo o Brasil tem regras relativamente mais duras e um sistema financeiro comparativamente mais estável, mas é só. Os dados a seguir, do faturamento dos bancos em 2013, são da consultoria Economática e foram obtidos no G1, Folha e Estadão.

imageO poder mundial do capital financeiro – os efeitos no Brasil – segunda quinzena de maio 2014 Jun 09 by BrunoL 0 comments

Dando sequência na série, desta vez vemos parte dos efeitos visíveis da lógica rentista no país. Rentistas são os que vivem de renda fixa, de dividendos, de aplicações e não do trabalho direto, mesmo que explorando mais valia sobre a força de trabalho dos demais. No Brasil, o capital financeiro opera por dentro do orçamento do Estado, taxando o valor da riqueza e consumindo o volume de impostos recolhidos pela União.

more >>
Sorry, no press releases matched your search, maybe try again with different settings.
© 2005-2014 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]