user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

Education

textProgettifici e dittatori scolastici 23:09 Jul 05 0 comments

textLa Buona Scuola 02:50 Oct 05 0 comments

textLa Buona Scuola 16:04 Sep 09 0 comments

textEducar para la bobada 07:32 Jan 08 0 comments

textAteismo diventa materia scolastica in Irlanda 17:59 Sep 27 0 comments

more >>

As várias mortes de Edson Luís

category brazil/guyana/suriname/fguiana | education | opinião / análise author Friday March 30, 2012 21:26author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), posa com bandeira da União Nacional dos Estudantes após sancionar meia passagem estudantil. Apesar da importância dos ganhos pela via institucional, abandonar a luta das ruas e a independência do movimento estudantil significa matar Edson Luís todos os dias.
eduardopaes.jpg

Na data de publicação deste artigo completa-se 44 anos do assassinato do estudante Edson Luís de Lima Souto. O extermínio “acidental” representou o momento em que a repressão política forçava a tensão interna da ditadura, passando para outro nível de violência contra as parcelas organizadas dos brasileiros.

Não sou a favor de ficar produzindo textos memorialísticos, mas, infelizmente, o caso da morte de um migrante paraense, nos corredores do extinto restaurante Calabouço (Centro do Rio), ultrapassa o martírio de 1968 e opera como baliza para movimentos estudantis pós-ditadura.

Particularmente me lembro da segunda metade da década de ’80, quando a Associação Municipal de Estudantes Secundaristas (AMES) promovia a Semana Edson Luís, reforçando a identidade dos jovens de então com o exemplo de “secundas” dos anos ’60.

À época, desenvolvia-se o discurso de que aquela morte se repetiria nos porões do regime. Essa mística retroalimentava a orgânica da entidade e sua postura não governista.

Passados quase um quarto de século da Marcha dos 10.000 de 1988 no Rio, vemos um desastre político-ideológico se consumando. Infelizmente, uma parcela daqueles ativistas hoje é gestor de governo, detentor de mandato e ajuda no pacto da tal da governabilidade a qualquer custo e com aliança ampla, geral e irrestrita.

Semanalmente a direita que não está no governo repete que a luta contra a corrupção e a moralidade pública deveria ser encabeçada pelos estudantes, sindicatos e movimentos sociais.

Também afirma que os setores organizados não o fazem porque se transformaram em grupos de interesse material na base do toma lá dá cá em relação ao governo de centro-esquerda.

Dessa vez a oligarquia na oposição está correta, embora se equivoque no remédio que gostaria ver empregado. Caso houvesse pré-disposição para a luta contra a cultura política hegemônica no Brasil (fisiológica, corrupta, patrimonial, de clientela e plutocrata), os canhões estariam apontados para dentro e fora do Palácio do Planalto.

A mística agregadora dos mártires involuntários e as bandeiras utópicas organizam o pensamento e o imaginário de quem está organizado. O resultado disso é antagonismo e pressão, muita pressão, de baixo para cima.

Mas, como disse uma velha raposa gaúcha cujo partido apoia o governo, hoje as centrais querem assento nos conselhos do FAT e FGTS e a entidade estudantil quer uma sede nova.

Sai barato ter apoio político-social no país do Golpe de 1º abril. Agora, matam Edson Luís por abandono.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://www.estrategiaeanalise.com.br

This page has not been translated into Română yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
¿Què està passant a Catalunya?

Front page

Noi comunisti anarchici/libertari nella lotta di classe, nell'Europa del capitale

Luttons contre le harcèlement et toutes les violences patriarcales !

The Old Man and the Coup

Hands off the anarchist movement ! Solidarity with the FAG and the anarchists in Brazil !

URGENTE! Contra A Criminalização, Rodear De Solidariedade Aos Que Lutam!

¡Santiago Maldonado Vive!

Catalunya como oportunidad (para el resto del estado)

La sangre de Llorente, Tumaco: masacre e infamia

Triem Lluitar, El 3 D’octubre Totes I Tots A La Vaga General

¿Què està passant a Catalunya?

Loi travail 2017 : Tout le pouvoir aux patrons !

En Allemagne et ailleurs, la répression ne nous fera pas taire !

El acuerdo en preparacion entre la Union Europea y Libia es un crimen de lesa humanidad

Mourn the Dead, Fight Like Hell for the Living

SAFTU: The tragedy and (hopefully not) the farce

Anarchism, Ethics and Justice: The Michael Schmidt Case

Land, law and decades of devastating douchebaggery

Democracia direta já! Barrar as reformas nas ruas e construir o Poder Popular!

Reseña del libro de José Luis Carretero Miramar “Eduardo Barriobero: Las Luchas de un Jabalí” (Queimada Ediciones, 2017)

Análise da crise política do início da queda do governo Temer

Dès maintenant, passons de la défiance à la résistance sociale !

17 maggio, giornata internazionale contro l’omofobia.

Los Mártires de Chicago: historia de un crimen de clase en la tierra de la “democracia y la libertad”

Strike in Cachoeirinha

© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]