user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

O dilema das lealdades políticas

category brazil/guyana/suriname/fguiana | a esquerda | opinião / análise author Friday December 16, 2011 23:26author by Bruno Lima Rocha Report this post to the editors

Rejane é professora, sindicalista e filiada ao PT. Seu partido quer enquadrá-la por exercer a militância sindical contra o Governo de Genro, também petista, no movimento de greve do CPERS. E agora? Rejane deve se subordinar aos interesses da sua legenda ou respeitar a categoria que representa? No fim das contas, quem vem primeiro? O partido ou o movimento social?

rejanecut.jpg

A política também é feita por lealdades. Quando alguém se filia a um partido ou organização, carrega em sua prática os ônus e bônus dos seus. Isto implica em ser portador de um discurso, seja de governo, de bancada ou oposição. O mesmo se dá em distintas arenas, de acordo com as clivagens de correntes de pensamento.

Em geral, as esquerdas políticas dialogam com a base da pirâmide social e com abstrações de sujeitos coletivos, como classe, povo e cidadãos. Já as direitas políticas elegem como arena principal, para além da representação com mandato e do aparelho de Estado, estruturas associativas patronais e federações de setores da economia.

Nas últimas décadas, as direitas se renovam numa mescla de linguagem publicitária com grupos de pesquisa acadêmica na forma de lobby, os chamados think tanks.

Já as esquerdas latino-americanas, uma vez que suas versões mais brandas assumem governos no continente, se vêem a volta com o dilema de lealdade programática ou pacto de governabilidade.

O olho do furacão da quebra de lealdade se dá quando algum filiado ao partido de governo (centro-esquerda) se vê emparedado entre os compromissos de gestão e a representação sindical.

Na última década, o que se viu foi uma camada de dirigentes sindicais fazerem da política profissional uma fábrica de traidores de classe, no sentido estrito do termo. Já quando a opção é pela identidade classista, paga-se um preço alto por sua lealdade programática.

Isto levara, por exemplo, ao racha do partido majoritário, ou a processos de expulsão concomitantes, logo no primeiro ano do governo Lula.

Desta vez, daqui da Província de São Pedro, vem uma aula de teoria política, dando carne aos conceitos acima.

A presidenta do Sindicato Estadual de Professores (Cpers-sindicato), a professora Rejane de Oliveira, está sofrendo uma representação formal do presidente do PT porto-alegrense, vereador Adeli Sell, por haver participado de um protesto contra as alterações no ensino médio propostas pela Secretaria Estadual de Educação.

Detalhe, tanto Rejane como o secretário José Clóvis de Azevedo pertencem à corrente Democracia Socialista (DS).

A gota d’água seria a presidenta do sindicato da educação haver tomado parte na queima das cartilhas de governo, na 5ª 08 de dezembro, em ato após o fim da greve do magistério.

Adeli quer levar Rejane à comissão de ética por isso. Já a dirigente sindical diz que defende os interesses da categoria acima de partidos e governos. Eis o dilema das lealdades políticas.

Bruno Lima Rocha

Related Link: http://www.estrategiaeanalise.com.br/

This page has not been translated into 中文 yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch
E

Front page

[Chile] EL FTEM promueve una serie de “jornadas de debate sindical”

Ukraine: Interview with a Donetsk anarchist

The present confrontation between the Zionist settler colonialist project in Palestine and the indigenous working people

Prisões e mais criminalização marcam o final da Copa do Mundo no Brasil

An Anarchist Response to a Trotskyist Attack: Review of “An Introduction to Marxism and Anarchism” by Alan Woods (2011)

هەڵوێستی سەربەخۆی جەماوەر لە نێوان داعش و &

Contra a Copa e a Repressão: Somente a Luta e Organização!

Nota Pública de soldariedade e denúncia

Üzüntümüz Öfkemizin Tohumudur

Uruguay, ante la represión y el abuso policial

To vote or not to vote: Should it be a question?

Mayday: Building A New Workers Movement

Anarchist and international solidarity against Russian State repression

Argentina: Atentado y Amenazas contra militantes sociales de la FOB en Rosario, Santa Fe

Réponses anarchistes à la crise écologique

50 оттенков коричневого

A verdadeira face da violência!

The Battle for Burgos

Face à l’antisémitisme, pour l’autodéfense

Reflexiones en torno a los libertarios en Chile y la participación electoral

Mandela, the ANC and the 1994 Breakthrough: Anarchist / syndicalist reflections

Melissa Sepúlveda "Uno de los desafíos más importantes es mostrarnos como una alternativa real"

On Sectarianism

Declaración del FAO ante la coyuntura electoral chilena y el quiebre en el movimiento libertario

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | A Esquerda | pt

Thu 28 Aug, 21:09

browse text browse image

ix_elaopa.jpg imageIX ELAOPA, Encontro Latino Americano de Organizações Populares Autônomas 04:12 Fri 10 Dec by ELAOPA 0 comments

O ELAOPA (Encontro Latino-Americano de Organizações Populares Autônomas) reúne, anualmente, organizações sociais pautadas na luta de classes e na identidade dos povos originais da América Latina, a partir dos seguintes princípios: democracia de base, solidariedade de classe, luta popular e autonomia dos oprimidos e dos povos originários. Autonomia em relação aos partidos políticos, ao Estado e seus governos, às ONGs, às empresas, e a todos aqueles que querem oprimir. O ELAOPA proporciona o espaço para o debate visando a convergência de ações políticas no intuito de criar o Poder Popular.

textEm defesa da autonomia dos movimentos sociais! 16:47 Thu 24 May by Rusga Libertária 0 comments

Passamos hoje um momento de crise dentro dos movimentos sociais onde se discute o governismo de várias entidades e a cooptação destas pelos projetos lulistas. Busca-se alternativas para uma nova organização dos trabalhadores que não seja refém de práticas governistas e partidárias. Essa questão acaba passando dentro do CLTP (talvez um dos movimentos sociais mais fortes em Cuiabá nos últimos dois anos).

imageLulismo, trabalhismo e a possibilidade de reeleição Aug 13 by BrunoL 0 comments

Bruno Lima Rocha, 12 de agosto de 2014

Estamos em pleno ano eleitoral, e no momento em que escrevo estas linhas, tardam menos de dois meses para o pleito. Existe a real possibilidade de reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT) e com isso seria concretizado um feito inédito de dupla reeleição. Dois debates entendem-se como necessários para traçar tanto uma análise do cenário eleitoral como de uma conseqüente crítica por esquerda. O primeiro aborda o cenário eleitoral e as candidaturas oficiais por direita, além do próprio risco de não conseguir emplacar um segundo mandato. O seguinte trata da comparação do espaço político, ocupado pelo lulismo, como uma “continuidade descontínua” do trabalhismo contemporâneo.

imageTrês lições políticas dos protestos no Brasil Jul 07 by Bruno Lima Rocha 0 comments

O Brasil não será como antes, não ao menos em termos de cultura política. Após dez anos de pasmaceira e vinte e um anos sem manifestações massivas, o país se reencontra com a luta política de rua e de massas. Algumas lições foram transmitidas, dentre as quais elenco três.

imageDeixemos todas as bandeiras vermelhas levantadas... Mas as bandeiras rubro-negras exigem respeito! Jul 05 by Rafael Viana da Silva, Bruno Lima Rocha, Felipe Corrêa 0 comments

O que exigimos é respeito e, para isso, um debate franco é o melhor caminho que podemos trilhar. Sem ignorar nossos princípios ideológicos e as experiências históricas relevantes, nas quais cerramos fileiras com outras tradições da esquerda ou fomos traídos, o anarquismo tem um papel importante a cumprir no conjunto mais amplo do socialismo.

imagePartidos de mentirinha e a política do cinismo May 25 by Bruno Lima Rocha 0 comments

O cinismo e a hipocrisia política é parte estruturante do jogo de cenas construído entre legendas sem distinção ideológica ou programática

imageQuando os cardeais do Congresso falam o óbvio May 06 by Bruno Lima Rocha 0 comments

Renan deu a dica, apontando o caminho através da lógica de um cardeal do Congresso acostumado a legislar em causa própria e de seus pares.

more >>

textEm defesa da autonomia dos movimentos sociais! May 24 Construindo o Fórum do Anarquismo Organizado 0 comments

Passamos hoje um momento de crise dentro dos movimentos sociais onde se discute o governismo de várias entidades e a cooptação destas pelos projetos lulistas. Busca-se alternativas para uma nova organização dos trabalhadores que não seja refém de práticas governistas e partidárias. Essa questão acaba passando dentro do CLTP (talvez um dos movimentos sociais mais fortes em Cuiabá nos últimos dois anos).

© 2005-2014 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]